sábado, 17 de novembro de 2018

MAIS UMA VEZ OS CONTRATADOS DO MUNICÍPIO DE CAXIAS MA LEVA GOLPE DOS GENTIS

17 de novembro de 2018





Este mês os afetados foram os professores e cuidadores da Educação Especial, esses trabalhadores foram os mais humilhados, são aqueles que mais foram cobrados a participarem da campanha de Zé Gentil.

Estes trabalhadores passaram o ano todo atrás de dobras e só às vésperas das eleições que o prefeito concedeu


Eles trabalharam em dois turnos e só receberam por um!

Sem falar que em dois anos que os Gentis/Marinhos estão na prefeitura, os contratados da educação recebem ainda o mesmo salário que os Coutinhos deixaram e ainda tirou a gratificação que recebiam.

Todo mês os contratados ficam numa agonia danada, não sabem se irão receber e quanto será seu salário?


Têm contratados que suas dobras são na Zona Rural, estes tiveram despesas com transportes e alimentação e quando foram receber seus salários foram surpreendido com o golpe dos Gentis!











EM CUBA OS MÉDICOS APRENDERAM A NÃO NEGAR ATENDIMENTO A NINGUÉM

17 de novembro de 2018






NOTA DE REPÚDIO!!!


“Durante 7 anos morei, estudei, e fui acolhido da melhor forma possível em Cuba, hoje sou obrigado a ver milhares de pessoas que não têm ideia do que estão falando, julgando a soberania de um país, que, mesmo com toda a dificuldade financeira do mundo, tem os índices mais baixos que países de primeiro mundo, que é respeitado por obter a melhor Medicina preventiva do mundo.

Trabalho no programa Mais Médicos para o Brasil, programa criado para que médicos brasileiros trabalhassem em área rural, e, que surpresa! Quase nenhuma das vagas foi ocupada, por isso o governo brasileiro trouxe médicos de Cuba, pois esses aprenderam a não negar atendimento a ninguém, e trabalhar em lugares que os brasileiros formados aqui se negam a ir sem ter a remuneração privilegiada que acham que merecem, e, hoje, se sentem no direito de chamar os médicos cubanos de escravos, por aceitarem o trabalho que eles não querem, e que não paga o que eles acham que merecem.

Fui ensinado, e fiz um juramento ético que me diz que jamais poderei me negar a atender alguém que precise, trabalho em uma comunidade rural a 50 minutos de carro de onde resido, vou e volto todos os dias, só eu sei o quanto é difícil e doloroso viajar todos os dias, o quanto fico com dor nas costas, o quanto é difícil comer poeira, isso não chega nem perto do que alguns dos meus companheiros passam, alguns nem energia têm, e ainda assim fazemos o nosso trabalho com muito amor, dando aos nossos pacientes o nosso melhor, sem medir esforços. E, agora, pessoas que acreditam que têm o direito de serem melhores que nós, de ganharem melhor, que não sabem o que fazer sem a estrutura que foram doutrinados a ter o tempo todo... A educação médica no Brasil ensina que o médico é privilegiado, em Cuba aprende-se que o médico deve ser humano, deve ter humildade, deve ser generoso, isso não se aprende aqui, aqui a doutrina é que médico pode se achar Deus.

Triste essa situação, só queria deixar meus parabéns a todos os que votaram no Bolsonaro, e dizer que vcs prestaram um grande desserviço ao povo brasileiro.
Podem soltar foguetes de novo, pois o candidato de vcs vem cumprindo tudo o que prometeu em sua campanha. Vamos esperar os próximos capítulos dessa novela.

A meus amigos cubanos, quero deixar aqui o meu agradecimento, vcs ensinaram ao povo brasileiro que eles merecem mais do que têm na Saúde, que eles podem e devem ser tratados de forma humana e respeitosa, e isso não tem dinheiro no mundo que pague. Sintam-se todos abraçados, e desculpem a forma como vcs estão saindo do meu país, vcs mereciam mais que isso. 😔

Em Cuba, os médicos estudam por vocação, pois lá um médico ganha o mesmo que um professor, e não é tratado de forma diferente, é tratado como um servidor, e não como privilegiado. Quem dera que aqui no Brasil fosse assim, pois apenas dessa forma ribeirinhos, comunitários, quilombolas, indígenas, e pessoas que sempre foram esquecidas, a quem o Mais Médicos trouxe de volta a sua dignidade, terão o atendimento médico que merecem.

E aqui quero deixar uma pergunta, quem são os verdadeiros escravos: aqueles que servem por amor e por vocação? Ou aqueles que servem por dinheiro e privilégio? A resposta eu deixo para vcs. Reflitam, pois o sangue já foi derramado e a saúde particular agradece, o CFM também, vcs fazem da Saúde no Brasil um negócio muito lucrativo. O povo carente vai pagar a conta como sempre.”


Dr. Rafael Batista














sexta-feira, 16 de novembro de 2018

OS COXINHAS E BOSONAZI CHAMAM MÉDICOS CUBANOS DE ESCRAVOS, MAS NÃO SE INDIGNA COM OS BRASILEIROS ESCRAVOS DE VERDADE

                                           Escravos brasileiros, você se importa?
16 de novembro de 2018




Se olharmos nas grandes fazendas no Sul do Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Bahia e outros estados se ver milhares de brasileiros impedidos de voltar para suas casas, trabalham em situações abaixo de precárias, como os fiscais do Ministério do Trabalho classificou e determinou a solturas de milhares, porém, ainda existem muitos

 Escravos brasileiros por que não há defesa? 


O Bosanazi e seus seguidores coxinhas não falaram nada sobre o assunto?

 Isto aqui é escravidão dos brasileiros, os médicos cubanos não são escravos, basta ver Bosonazi e coxinhas!


Ah, se está se falando de médicos cubanos, então vamos falar dos médicos brasileiros que são contratados pela UNIMED que recebem 30% dos salários e a empresa fica com 70%, esta temos certeza e as outras operadoras de Planos de Saúde que os hipócritas não falam nada?

Hipócritas (Canalhas) não mostra o arqueiro no olho de teu irmão, tira primeiro o arqueiro do teu olho e depois informe a teu irmão.” (João:00?)


Escravidão está no Brasil, corrija aqui primeiro, deixa Cuba cuidar de seu Regime.


Se falarmos nos trabalhadores nas lojas dos pequenos municípios que recebem menos de meio (½) salários, empregadas domésticas que são escravizadas e não aparece nenhum coxinhas e Bosonazi pra dizer que isto é escravidão. Por que vocês não falam que explorar trabalhadores é escravidão? Porque são canalhas, amoral, sem dignidades, cegos e surdos de consciências?














SÉRGIO MORO É EXONERADO DO CARGO DE JUIZ

16 de novembro de 2018






O juiz federal Sergio Moro pediu exoneração de seu cargo nesta sexta-feira (16) e a solicitação foi aceita pelo presidente do TRF-4, ministro Thompson Flores; Moro argumentou que pretende “organizar a transição e as futuras ações do Ministério da Justiça”. “Houve quem reclamasse que eu, mesmo em férias, afastado da jurisdição e sem assumir cargo executivo, não poderia sequer participar do planejamento de ações do futuro governo”, diz o juiz no pedido


SÃO PAULO (Reuters) - O futuro ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro pediu exoneração do cargo de juiz federal nesta sexta-feira, alegando a intenção de evitar "controvérsias artificiais" após aceitar fazer parte da equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro, informou o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

De acordo com a corte, o presidente do TRF-4, desembargador Thompson Flores, assinou a exoneração que terá validade a partir de segunda-feira. Inicialmente, Moro havia decidido tirar férias e solicitar a exoneração somente em janeiro, quando assumirá o ministério no governo Bolsonaro. A decisão de permanecer no cargo durante a transição gerou críticas ao juiz.
"Houve quem reclamasse que eu, mesmo em férias, afastado da jurisdição e sem assumir cargo executivo, não poderia sequer participar do planejamento de ações do futuro governo", escreveu Moro em seu pedido de exoneração, de acordo com o TRF-4.
"Embora a permanência na magistratura fosse relevante ao ora subscritor por permitir que seus dependentes continuassem a usufruir de cobertura previdenciária integral no caso de algum infortúnio, especialmente em contexto no qual há ameaças, não pretendo dar azo a controvérsias artificiais, já que o foco é organizar a transição e as futuras ações do Ministério da Justiça", acrescentou.
No pedido, Moro conclui solicitando a exoneração para que "possa então assumir de imediato um cargo executivo na equipe de transição da Presidência da República e sucessivamente o cargo de ministro da Justiça e da Segurança Pública".
Desde que Moro anunciou que aceitou o convite de Bolsonaro para ser ministro, a 13ª Vara Federal em Curitiba, que concentra os processos da Lava Jato na primeira instância na capital paranaense, tem sido comandada pela juíza substituta Gabriela Hardt, responsável por colher na última quarta-feira o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo sobre o sítio em Atibaia (SP).
Segundo o TRF-4, o processo de escolha do substituto efetivo de Moro na 13ª Vara durará cerca de um mês e levará em conta primeiro o critério de tempo no cargo de juiz federal no TRF-4, depois de juiz federal substituto na corte e, em terceiro, classificação em concurso público.


Fonte: Brasil 247





quinta-feira, 15 de novembro de 2018

SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

15 de novembro de 2018






A Justiça da Suíça citou, pela primeira vez, a suspeita de que uma movimentação de R$ 43,2 milhões bloqueados em contas bancárias no país europeu tenha sido utilizada para irrigar o financiamento de uma campanha presidencial do PSDB; nomes dos suspeitos, contudo, não foram divulgados; movimentação foi registrada entre os anos de 2006 e 2012 e, segundo a procuradoria suíça, o dinheiro teria sido pago em troca da implementação de um contrato de serviços rodoviário "para financiar a campanha presidencial do PSDB"; no período compreendido pela investigação, o ex-governador e ex-ministro José Serra era o presidenciável tucano


247 - A Justiça da Suíça citou, pela primeira vez, a suspeita de que uma movimentação de R$ 43,2 milhões bloqueados em contas bancárias no país europeu tenha sido utilizada para irrigar o financiamento de uma campanha presidencial do PSDB. Os nomes dos suspeitos, contudo, não foram divulgados.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a suspeita sobre o PSDB consta de um documento contendo uma decisão do Tribunal Penal Federal da Suíça que foi enviado ao Brasil por meio de pedido de cooperação oficial entre o país europeu e o Brasil. Este é o segundo caso de colaboração entre os dois países.

No primeiro, as investigações têm como foco a movimentação de mais de R$ 113 milhões em nome do ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, apontado como operador de propinas do PSDB. Segundo a procuradoria suíça, o Ministério Público Federal (MPF) brasileiro, solicitou em junho deste ano um pedido de colaboração "em um processo criminal instaurado contra B. e outros por lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva [a letra B faz referência genérica a um suspeito cujo nome é mantido. A letra "B" se refere a um suspeito, cujo nome foi mantido em confidencialidade e não se refere a á letra inicial do investigado]".
Ainda conforme o documento, o MPF teria pedido a cooperação da Suíça em relação a pessoas "suspeitas de terem concordado que o grupo C. deveria pagar, em troca da implementação de um contrato de empréstimo celebrado por eles com D. (uma joint venture brasileira ativa no desenvolvimento do serviço rodoviário, controlada por governo do Estado de São Paulo para a construção, exploração, manutenção e gestão de autoestradas e nós intermodais), o dinheiro para financiar a campanha presidencial do PSDB".
No pedido, também era solicitado o bloqueio de R$ 43,2 milhões depositados em contas bancárias, correspondendo a mais de 10 milhões de francos suíços, "valor total pago pelo Grupo C. em uma base de corrupção entre 2006 e 2012". O PSDB disse que não irá se pronunciar sobre o caso por ainda não ter tido acesso às informações.


Fonte: Brasil247













terça-feira, 13 de novembro de 2018

PETROBRAS JÁ PERDEU R$ 59 BILHÕES DESDE QUE BOLSONARO FOI ELEITO; INVESTIDORES ESTÃO FUGINDO

13 de novembro de 2018






Do Infomoney - Seguindo mais um dia de derrocada do petróleo, as ações da Petrobrás (PETR3 -4,61%; PETR4 -4,3%) desabaram nesta terça-feira (13), pesando para o recuo do Ibovespa e já acumulando perdas de cerca de 15% desde a máxima atingida logo após Jair Bolsonaro ser eleito presidente.


Com a queda de hoje, os papéis ordinários da estatal acumulam queda de 14,59% desde a máxima de R$ 31,26 atingida logo nos primeiro minutos do pregão pós-eleições. Já os papéis preferenciais, que bateram em R$ 28,74 naquele dia, registram perdas de 15,66% desde então.

Desde a máxima do dia 29 de outubro, a Petrobras já perdeu
R$ 59,147 bilhões de valor de mercado, que hoje é de R$ 334,507 bilhões.



O movimento segue o desempenho geral da Bolsa, que engatou uma sequência negativa em um cenário de ajuste após o rali eleitoral e cautela do mercado sobre a composição do novo governo e aprovação das reformas, em especial a da Previdência - que deve ficar só para 2019.

Outro fator importante para o recuo das ações é o desempenho do petróleo, que nesta terça afundou 7% nos Estados Unidos e atingiu sua mínima em um ano. Foi a 12ª queda seguida, acumulando perdas de mais de 13%. Em um mês, a commodity já desabou 27%.

Esta nova queda ocorre após o presidente dos EUA, Donald Trump, cobrar que Arábia Saudita e a OPEP não cortem a produção de petróleo, mesmo com temores de que o mercado esteja sofrendo com excesso de oferta.

A OPEP e seus aliados estão ponderando uma nova rodada de cortes de produção após um colapso nos preços nas últimas seis semanas. O grupo pode anunciar as novas restrições de produção em uma reunião no próximo mês, mas a intervenção de Trump injeta incerteza na tomada de decisões do grupo.



Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias para compartilhar pró-esquerda e contra Bolsonaro
Clique aqui para entrar em nosso grupo de Telegram

Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e/ou em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Fonte: Brasil247










URGENTE: MORO CONTINUA USANDO O CARGO PARA PERSEGUIR LULA; CONFIRA!

13 de novembro de 2018




O líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS), afirmou que a decisão de Sérgio Moro em não pedir exoneração do cargo de magistrado mesmo após aceitar ser o ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro (PSL), optando por tirar férias, além de contrariar a Lei Orgânica da Magistratura, possibilita, na prática, que ele permaneça à frente dos processos da Lava Jato, incluindo os referentes ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo Pimenta, a decisão de Moro em tirar férias termina por impedir que o Tribunal Regional Federal da 4º Região designe seu sucessor, confirmando que ele teria agido com interesse político e partidário durante o período eleitoral como quando autorizou a divulgação da delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci há apenas uma semana do primeiro turno da eleição presidencial, afetando diretamente a campanha de Fernando Haddad (PT) e beneficiando o adversário Jair Bolsonaro. “Se alguém tinha dúvida, a ida de Moro para o novo governo mostra isso”, afirmou Pimenta.
O PT ingressou com uma representação junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em função do que considera atuação política e partidária de Moro. O parlamentar também acusou Moro de manipular processos contra Lula, além do referente ao sítio de Atibaia- que resultou na condenação do ex-presidente por “atos indeterminados”, tese que inexiste no Direito brasileiro.
Para Pimenta, o caso “é absurdo” e deveria tramitar na Justiça no interior de São Paulo, pois não tem nada a ver com a Petrobras, o pivô da Lava Jato. Nesta quarta-feira (14), Lula será ouvido em Curitiba pela juíza Gabriela Hardt, substituta de Sergio Moro, sobre o processo do sítio em Atibaia.
“Não há qualquer prova contra Lula, o que há é a necessidade permanente de Moro de atacar a honra do ex-presidente e desconstruir sua trajetória política”, afirmou.


Fonte: CLICK POLÍTICA com informações de Brasil247