quarta-feira, 7 de setembro de 2016

PARA DEPUTADO BOLIVIANO, SERRA É UM CRIMINOSO NO PODER



O deputado boliviano da coligação governista MAS, Movimento Ao Socialismo, Javier Zavaleta, criticou duramente nesta segunda-feira as declarações do ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, que sugeriu aos governos da Bolívia e do Equador aprender a fazer democracia; "Que esses criminosos que estão no Brasil resolvam antes os seus problemas com a lei, antes de virem falar sobre política internacional", disse Zavaleta à imprensa local


6 de Setembro de 2016

Da Agência Sputinik – O deputado boliviano da coligação governista MAS, Movimento Ao Socialismo, Javier Zavaleta, criticou duramente nesta segunda-feira as declarações do ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, que sugeriu aos governos da Bolívia e do Equador aprender a fazer democracia.

"Que esses criminosos que estão no Brasil resolvam antes os seus problemas com a lei, antes de virem falar sobre política internacional", disse Zavaleta à imprensa local.

Serra havia declarado neste fim de semana ao jornal espanhol El País que "particularmente, Bolívia e Equador poderiam aprender a fazer da democracia, ao olhar para o que aconteceu no Brasil".

Para Zavaleta, citado pela agência oficial Boliviana de Informação (ABI), "O Brasil de hoje, após o golpe, conta com um governo de criminosos comuns. Não deixaremos que esses criminosos venham nós ensinar a fazer democracia, política ou ideologia."

Na semana passada, o Senado brasileiro destituiu, por 61 votos a 20, a presidenta Dilma Rousseff do seu cargo, provocando imediato repúdio das autoridades da Venezuela, Equador e Bolívia. O governo boliviano manifestou seu repúdio em nota oficial e ao que classificou de "golpe parlamentar" contra Dilma Rousseff, e convocou o seu embaixador no Brasil.

Mostrar mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20160905/6243533/deputado-boliviano-repudia-Jose-Serra-criminoso.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário