sábado, 12 de novembro de 2016

MAIS UMA REDUÇÃO DE PREÇOS DA PETROBRAS VIRA AUMENTO


Levantamento semanal realizado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostra que, apesar da redução de 3,1% no preços da gasolina nas refinarias, feito pela Petrobras, os preços médios do combustíveis subiram pela segunda semana consecutiva nas bombas; segundo a ANP, o preço médio da gasolina no país foi de R$ 3,681 o litro, contra R$ 3,676 registrado na semana anterior; já preço médio do litro de etanol ficou em R$ 2,814 ante R$ 2,8 na semana anterior; na última semana de setembro, estava em R$ 2,554; política de redução de preço de Pedro Parente reforça déficit nas contas da estatal e não surte efeito no bolso dos brasileiros

11 de Novembro de 2016

247 - Levantamento semanal realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostra que os preços médios da gasolina nos postos do país voltaram a subir nesta semana, apesar do novo anúncio da Petrobras de redução de preços nas refinarias. 

Segundo a ANP, o preço médio da gasolina no país foi de R$ 3,681 o litro, contra R$ 3,676 registrado na semana anterior. É a segunda semana de aumento consecutivo.  Na última terça-feira, 8, a estatal comandada por Pedro Parente anunciou redução de 3,1% no preço da gasolina e de 10,4% no preço do diesel.

Os donos dos postos de combustível têm justificado o resultado pela alta do preço do álcool anidro, que entra na composição da gasolina com o percentual de 27%. Nesta semana, o preço médio do litro de etanol ficou em R$ 2,814 ante R$ 2,8 na semana anterior. Na última semana de setembro, estava em R$ 2,554.

A ANP monitora semanalmente os preços da gasolina, etanol e diesel em todo o país. Na pesquisa para o período entre 6 e 12 de novembro, os pesquisadores coletaram dados sobre gasolina em 5.682 postos do país. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário