domingo, 21 de maio de 2017

FACHIN NÃO PRENDEU AÉCIO COM MEDO DE SUA DELAÇÃO; AÉCIO DELATARIA O STF

         21 de maio de 2017


Aécio poderia delatar o STF e os poderosos da Justiça brasileira

Falemos aqui de um STF parcial, que deixou prescrever o mensalão tucano e colocou o mensalão petista na frente da pauta para coincidir com eleições. Um STF onde uma Ministra (Rosa Weber), ao condenar um réu, declara: “Não tenho prova cabal contra Dirceu – mas vou condená-lo porque a literatura jurídica me permite”.


Este é o mesmo STF que nunca julgou ou prendeu caciques do PSDB em toda a sua história. Agora imagine uma delação de Aécio? Ele, sozinho, pode esclarecer tudo isso, e porque a Globo defende o PSDB, qual é o esquema do poder judiciário, como os delegados e procuradores são escolhidos a dedo para "investigar" amigos e perseguir inimigos, porque Sergio Moro sempre julga casos importantes e nunca indicia ou prende tucanos, etc.

Aécio foi presidente nacional do PSDB nos últimos anos e já é um dos caciques do partido há pelo menos uma década. Se tem alguém que sabe de tudo, este é Aécio Neves.

É por isso que na manhã do dia 18, ainda sem pensar muito, Fachin resolveu afastar Aécio, prender seus familiares e levar sua prisão a plenário. Mas após várias horas (e imagine quantas ligações telefônicas), ele percebeu o óbvio: levar o caso de Aécio a plenário só iria expor o STF ao ridículo de negar sua prisão em público, na frente de todo o país. Fachin foi obrigado a tomar a responsabilidade de negar a prisão sozinho e a mídia fez seu papel de não falar mais nisso.

O STF faz parte do grande acordo nacional para manter os corruptos soltos. Se não fizesse, Aécio já estaria preso há muito tempo, quando surgiram os extratos de suas propinas no exterior. Outros senadores e centenas de deputados já estariam presos e afastados se o STF estivesse preocupado com o bem-estar do país.



Fonte:Plantão Brasil







Nenhum comentário:

Postar um comentário