quinta-feira, 11 de maio de 2017

O SINDICATO NÃO NEGOCIA DIREITOS, EXIGE O CUMPRIMENTO

       11 de maio de 2017


A Secretária de Educação chama os diretores das escolas para uma reunião e quando esta se inicia, Ana Célia anuncia um golpe aos professores, informando um aumento na carga de trabalho sem reajustar salário.


E o governo que se alto intitula de "novo" repete as mesmas velhas práticas, se aproveita da fragilidade econômica em que vivem os professores provocada pelo salário de miséria que pagam e propõe suborno ao professor em não gozar de seu direito de 1/3 da jornada, prometendo pagar hora extra.




Se os professores aceitarem essa proposta indecente, imoral e ilegal, o governo vai ainda juntar o salário mais o valor pago do 1/3 da jornada, se pagarem, porque são péssimos pagadores, para depois divulgarem em seus meios de comunicação que pagam o melhor salário da região.




Não precisamos de mais trabalho, precisamos de melhores salários e 1/3 da jornada imediatamente.

O Sindicato não negocia direitos. Luta para ser garantido ao trabalhador e avançar na conquista de mais.                               
                  
Uma Comissão no Sindicato discute a Portaria N° 955/2017 do Gabinete da SEMECT que aumenta a jornada de trabalho dos professores e suborna-os em não gozar seu 1/3 da jornada, propondo pagar hora extra.



O DIREITO do 1/3 da jornada melhora a saúde do professor e a qualidade da educação.

Professores, diga não a esta orientação da Secretaria. Se aceitarem VAMOS virá boias frias, fazer nossas refeições  nos locais de trabalho.


SINTRAP






Nenhum comentário:

Postar um comentário