domingo, 17 de dezembro de 2017

FATOR TACLA DURÁN: QUEM BARRA DEPOIMENTO BOMBA É TABELINHA MORO-EDUARDO CUNHA!

17 de dezembro de 2017



- Casa caiu: advogado de Lula faz "live" bomba com Tacla Durán. E (pior!): Moro & "DD" já passaram recibo - "molhado"!

- Dr. Cristiano Zanin protocola recurso no TRF contra a mentira deslavada de Sergio Moro, que diz “desconhecer” o endereço de Tacla Duran na Espanha, para não o ouvir. Para “bombar” (literalmente!) esse recurso, Zanin anexa vídeo em que já toma o depoimento de Tacla Durán. E diante de um tabelião! Ui!


- Moro & “DD”, no desespero, passam recibo (das calças sujas) e vazam “denúncia” (fajuta!) contra Tacla, aos 47 do segundo tempo, à sua assessoria de comunicação. Digo, ao site “Anta-gonista”!

- Publicaram – às 22h de uma sexta-feira! – uma “denúncia” (rs) contra Tacla Durán. Escrita – e assinada! – pelos Procuradores da gangue do “DD” – na própria sexta-feira 15 de dezembro!!

- Entenderam? O desespero é tanto que até “DD” & Moro se viram forçados a parar de tentar tapar o sol com a peneira: eles mesmos contribuem agora, também, para a (gloriosa!) hashtag #TaclaFuraBolha, citando-o na “imprensa” (sic)!

- De novo: às 22h! De uma sexta-feira!

- A casa caiu em Curitiba! De vez!

- E mais: não se surpreendam se “DD” e Moro "esquecerem" toda a (mui!) rica “carreira” do notório Eduardo Cunha! Não se surpreendam, tampouco, se, como resultado disso, Cunha sair da “cadeia” (?)... e num futuro bem próximo!

- Explico: quem negociou, pessoalmente!, com o próprio Moro!, a retirada das referências ao “amigo pessoal” (sic) do “juiz” (?) Sergio Moro, Carlos Zucolotto, e a Tacla Durán, do Relatório final da CPMI da JBS foi o mesmo...

Tchan-tchan-tchan-tchan!




- ... Eduardo Cunha! - o chefe da Lava Jato! 

Esta sexta-feira, 15 de dezembro, foi o dia especial que a (sofrida) resistência democrática brasileira há muito merecia: uma coleção de vitórias táticas importantes. No seu conjunto, essas vitórias evidenciam a decisão estratégica de Lula de, ouvindo aquele conselho que o General de Gaulle lhe deu, ir para o ataque. E como se não houvesse amanhã!

Finalmente, Presidente!

Não tem exército – ainda mais guerrilheiro – sem General!

Eis o resumo – preparado com a ajuda de um leitor – dos diversos pontos marcados pela resistência em apenas 24h:

“Aquela sensação que ganhamos o dia:



Moro teve que ouvir do Glaucos que ele é o dono do apartamento. O MPF que forçou a barra para que Glaucos mentisse.

- Requião assume de vez a defesa de Lula e com boas ideias: convoca um Fórum Social Mundial (extraordinário!), para que o mundo ocupe Porto Alegre – em defesa de Lula e da democracia brasileira.



- Lula vai (finalmente) à guerra: Zanin faz live com Tacla Durán, que revela NOVA rodada de mentiras dos Procuradores e de Moro!

(e até com legendagem em inglês, que é para já seguir direto para a ONU!)”

Foi bem isso, mesmo. Vejam se não: 

Como bem resumiu o Brasil 247:

247 – Em um depoimento à defesa do ex-presidente Lula, divulgado em vídeo no site Verdades de Lula, o ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran afirma que o juiz Sergio Moro conhece, sim, o endereço dele na Espanha.

O argumento rebate o que apontou o próprio juiz de Curitiba no despacho em que nega pela terceira vez o pedido do advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula, para que Tacla Duran fosse ouvido como testemunha no processo contra o ex-presidente.

“Com todo o respeito que o juízo merece, eu respondi a um processo de extradição, compareci a todos os atos, sempre eu fui localizado. Meu endereço na Espanha é o endereço da minha família há mais de 20 anos. Está no meu documento de identidade que o juiz de Curitiba com certeza tem cópia, e o Ministério Público também tem cópia”, diz Tacla Duran.

“Isso é tão estarrecedor que no dia 4 de dezembro, aqui em Madri, a Procuradoria do Paraná encaminhou um pedido para a Espanha para me ouvir, na qual os procuradores do Brasil se comprometiam a vir para Madri para tomar meu depoimento. Eu fui à audiência nacional para atender essa rogatória do Brasil na semana passada, entretanto os procuradores não vieram”, relatou ainda o advogado.

“Eu compareci e eles não compareceram”, comentou o ex-advogado da Odebrecht, sobre o pedido que os procuradores da Lava Jato provavelmente fizeram antes de saber o que Tacla Duran tinha a dizer.

Tacla Duran afirmou ainda que pode depor como testemunha na Lava Jato e que tem elementos para colaborar com a “verdade dos fatos”.

*

Acrescento mais alguns pontos, de especial destaque:

Fora mais um flagrante de mentira de Sergio Moro, desta vez quem foi pego (novamente!) foi “DD” e sua gangue. Isso porque os Procuradores bem conhecem o endereço de Tacla Durán na Espanha, certo?

Lembrete: os mesmos Procuradores que, no passado, tentaram vender (!) acordo de “delação camarada” a Tacla. Usaram, para tanto, o seu próprio email funcional no MPF (gênios!). E para fins de extorsão! Qualificada!

Pois “bem”. Desta vez, na transmissão “live” com o (competente!) advogado Cristiano Zanin, Tacla revela que os Procuradores pediram à Espanha para ouvi-lo em Madri! E no último dia 4 de dezembro!

Ora, como bem sabe qualquer pessoa de formação jurídica, tal pedido tramitou via Carta Rogatória, que é um pedido da Justiça brasileira de cooperação dirigido à Justiça de outro país, para que essa última realize, em seu território, diligências a pedido da primeira. No caso, ouvir Tacla Durán, que reside (legalmente!) na Espanha.

- Captaram a bomba – de nêutron??

Não??

Pois ajudo:

- Ora! Quem envia Carta Rogatória é o... Judiciário!

- E não os Procuradores!

- Se foi enviada Carta Rogatória para que os Procuradores (da gangue) de Curitiba ouvissem Tacla Durán na Espanha, esse documento partiu do próprio “Juiz” Sergio Fernando Moro!

- O mesmo que NEGOU à defesa de Lula exatamente o mesmo expediente: ouvir Tacla Durán na Espanha!

- Como sabemos todos, Moro negou o pedido de Lula, alegando “desconhecer” o endereço de Tacla, para a sua citação (um “convite” para que fosse ao tribunal espanhol depor).

- Uai! Como é que Moro “desconhece o endereço” (rs!) quando quem pede é Lula, mas...

- ... (bem!) o conhece quando quem pede é o... “DD”?!

- Percebem a gravidade?

- E o que isso implica?

- Explico: Moro e a gangue do “DD” estão mancomunados em fraudes processuais em série: em conjunto, ESCOLHEM quais depoimentos podem (ou não!) entrar no processo – como prova!

- Por óbvio, (só!) entrariam as perguntas feitas por “DD” (e gangue). E NÃO entrariam as feitas pelos advogados de Lula!

- Isso é um escândalo: Moro, “DD” (e gangue) devem ser IMEDIATAMENTE afastados!

E mais: presos – cautelarmente! – por obstrução da Justiça!

- Com provas + convicção!

Obs.: percebem que usei o futuro do pretérito como tempo verbal? “Entrariam as perguntas feitas por ‘DD’ (e gangue)”?

- Sim, “entrariam”...

- Isso porque, na hora H, os gangsters da venda de “delação camarada” não apareceram! Isso mesmo: pediram à Espanha para ouvir Tacla e não apareceram no tribunal!

- Por quê será, minha gente?

*

Bem... afeito a especulações tático-estratégicas (vocês sabem!), sugiro algumas alternativas. A escolha fica a gosto do freguês:

(i) “DD” e gangue deram-se conta de que, inevitavelmente, competente que é, a defesa de Lula fatalmente descobriria que – a “DD” (e a ele apenas!) – foi autorizada a oitiva de Tacla Durán!

Ora, mesmo que incompetente fosse a defesa: com o depoimento (unilateral!), acabaria por haver prova dessa oitiva no próprio processo!

Resultado: os Procuradores “saíram vazados” da Espanha!

Num constrangedor “João-sem-braço” jurídico –internacional!

Reparem: há, agora, prova de que há atos processuais “fantasma” nos processos contra Lula!

Duvido que essa viagem (clandestina?) à Espanha de “DD” e comparsas vá constar dos autos!

Que (nova!) bomba, Moro!


(ii) “DD” e gangue queriam, apenas, ver (in loco!) quais as provas que Tacla Durán tinha em seu poder. Estavam desesperados para saber o tamanho do míssil nuclear apontado para Curitiba lá da Península Ibérica.

Como, nesse meio tempo, os bravos Deputados Paulo Pimenta e Wadih Damous conseguiram, a duras penas, trazer Tacla (virtualmente) à CPMI da JBS, e este apresentou as provas do que dizia (periciadas!), a “excursão (clandestina?) à Espanha” de “DD y amigos” perdeu o propósito!

O míssil já fora disparado!

- Ka-booooooom!


Obs.: aliás, difícil embarcar num avião rumo à Europa quando os fundilhos das calças se encontram todos borrados, não é, “DD”?

Arriscaria ser barrado na alfândega espanhola...

- ... por “risco sanitário”!


- Ah-rá!


(iii) Hipótese James Bond (tabajara!):

“DD” e gangue nunca quiseram ouvir Tacla. Na realidade, o plano era alugar um caminhão e atropelá-lo na entrada do tribunal, em Madri!

Tacla, que já mostrou ser bastante precavido (prints, Zucolotto!), teria entrado pela porta lateral. E com horas de antecedência, para evitar um atentado made in Curitiba!

*

Seja qual for a hipótese verdadeira – que, reparem, não são mutuamente excludentes necessariamente! – aconselho a Tacla Durán, no caso de um futuro encontro com “DD”, a levar a água da própria casa.

- E numa garrafinha com canudinho acoplado!

Polônio – elemento químico letal com que assassinaram Yasser Arafat com um chazinho envenenado – é insípido, inodoro e incolor!

- Garrafinha, meu caro Tacla!

- Selada, de aço e com canudinho acoplado!

Tipo a suíça Sigg:





Disclaimer: Tenho, sou fã, mas não ganhei nada por esta publicidade da marca!


P.S.: Coitada da (grande!) franco-polonesa Marie Curie! Mal sabia ela que usariam o elemento químico que descobriu – e nomeou homenageando seu país natal – para assassinatos clandestinos. Em jogos de espiões internacionais!


Bem...

Talvez estejamos fantasiando demais, não é mesmo?

Isso porque...

- Duvido que “DD” conheça Marie Curie!

- Ou mesmo a Tabela Periódica, que seja!

Afinal...

- Ela não vem num PowerPoint!


- Ah-rá!



Fonte: Por Romulus Maya, para O Cafezinho


















Nenhum comentário:

Postar um comentário