quinta-feira, 19 de abril de 2018

DCM: POR QUE OS CHEFÕES DO TRÁFICO ESTÃO RINDO DE TEMER & CIA

19 de abril de 2018






"Os 445 quilos de pasta base de cocaína foram apreendidos por uma força tarefa que uniu policiais federais e militares do Espírito Santo", diz o jornalista Kiko Nogueira, no Diario do Centro do Mundo; "Os Perrellas foram inocentados alguns dias depois. Seis meses mais tarde, no dia em que prestariam depoimento, os quatro envolvidos foram soltos sem interrogatório"; blogueiro lembra que o jornalista inglês Misha Glenny, que mergulhou no crime organizado transnacional no livro 'McMáfia'


247 - "Os 445 quilos de pasta base de cocaína foram apreendidos por uma força tarefa que uniu policiais federais e militares do Espírito Santo. Estavam sendo descarregados do helicóptero da família do senador Zezé Perrella, de Minas Gerais, aliado fiel de Aécio Neves. O carregamento ocorrera no Paraguai", diz o jornalista Kiko Nogueira, no Diario do Centro do Mundo.

"A PF prendeu os dois pilotos — um deles, funcionário da Assembleia Legislativa de MG por indicação do então deputado estadual Gustavo Perrella, filho de Zezé –, um empresário que mora no interior do Rio de Janeiro e um jardineiro contratado para ajudar a carregar a mercadoria. Os Perrellas foram inocentados alguns dias depois. Seis meses mais tarde, no dia em que prestariam depoimento, os quatro envolvidos foram soltos sem interrogatório", afirma.
O blogueiro lembra que o jornalista inglês Misha Glenny, que mergulhou no crime organizado transnacional no livro 'McMáfia', falou ao El Pais sobre os atacadistas e os varejistas do mundo do tóxico. "O perfil social dos envolvidos no tráfico do atacado no Brasil não tem nada a ver com a figura do bandido morador de favela que existe no imaginário da população. Quem faz esse serviço costumam ser pessoas de classe média e classe alta que têm negócios legítimos operando, geralmente nas áreas de transporte e agricultura", disse Glenny, conforme relato de Nogueira
"Os verdadeiros chefões estarão sempre protegidos por Temer e sua turma", acrescenta o jornalista.






















Nenhum comentário:

Postar um comentário