quarta-feira, 11 de abril de 2018

GRAVE: DENÚNCIAS DE GILMAR DE CORRUPÇÃO NA LAVA JATO PODE ENVOLVER FACHIN: SAIBA!

12 de abril de 2018




O corajoso ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal, detonou a Operação Lava Jato que prendeu o ex-presidente Lula no último dia (7) julgado em verdadeiro tribunal de exceção.

Gilmar Mendes disparo no pleno do STF e disse que o juiz Sérgio Moro mudou o código Penal Brasileiro e agora se utiliza da sua própria Constituição, rasgando segundo ele a Constituição Federal, elaborada em 2018 pelo Congresso Nacional.
O ministro classificou de patifaria as ações do juiz de Curitiba e propôs o fechamento da Suprema Corte.
Gilmar fez denúncias graves de corrupção dentro da operação e atribuiu essa prática ao Ministério Público Federal na frente da Procuradora Geral da República Raquel Dodge que ficou com a cara no “chão”.
O ministro afirmou que há corrupção na Lava Jato citando o caso da defesa do publicitário João Santana, defendido pelo advogado Rodrigo Castor de Mattos, irmão do procurador Diogo Castor de Mattos, membro da força-tarefa da operação e do ex-braço direito de Rodrigo Janot, ex-procurado da PGR, Marcelo Miller, que ao mesmo tempo advogava para os irmão Batista do grupo JBS.
Ele acrescentou: “Estamos emponderando um grupo (policiais, procuradores e juízes), já por demais emponderados, inclusive para os desvios e a corrupção.”
A fala do ministro Gilmar Mendes na tarde desta quarta (11) no Supremo Tribunal Federal, tomou conta nas redes sociais em uma repercussão tremenda, com muitas referencias elogiosas ao mesmo.
Vale lembra que o ministro já havia feito outras denúncias de ameaça de estrupo aos presos da Lava Jato por parte de membros do MPF, para que os mesmos se tornassem delatores e falacem o que os procuradores gostariam, mesmo que não correspondesse com a realidade ou seja, (mentissem).
Essas denúncias do ministro do STF é sem dúvida um ato de bravura, pois denuncia uma verdadeira farsa em uma operação que foi criada para não para combater a corrupção e ferir as leis, mas sim atingir objetivos do interesse de seus integrantes.
E agora gostaríamos de saber:1- “Essa Operação Lava Jato tem alguma credibilidade, quando usou o combate a corrupção para praticar o próprio em longa escalada através de seus integrantes?
2-O processo de Lula ele se sustenta, sem qualquer prova documental, apenas através de delações criadas e aramadas pela própria Lava Jato?
3- Até que ponto o ministro Edson Fachin estaria envolvido e se beneficiado nesse fato, já que o mesmo é relator da mesma no STF e com certeza teria ciência de tudo?
4- Esses processos não deveriam ser anulados por conta dessas denúncias graves efetivadas pelo eminente ministro Gilmar Mendes?
Isso tem quer ser levado ao conhecimento das entidades internacionais, já que o Supremo está sendo conivente através de sua presidente e o ministro Edson Fachin, para atender aos caprichos da Globo, que tem também interesses escusos.


Fonte: Click Política da Redação











Nenhum comentário:

Postar um comentário