sexta-feira, 30 de novembro de 2018

AZEVEDO: POLÍCIA, CHICAGO E CASERNA; NÃO HÁ COMO ESSE ARRANJO DAR CERTO

30 de novembro de 2018





O jornalista Reinaldo Azevedo afirma que o governo Bolsonaro "dividirá o poder o Partido da Polícia, liderado pelo indemissível Sergio Moro; o Partido de Chicago, comandado pelo não menos indispensável Paulo Guedes, e o Partido da Caserna, composto pelo generalato da reserva"; "Ou Bolsonaro devolve a política a seu lugar, ou não há como esse arranjo dar certo. Nascerá póstumo no pior sentido; para o mal de todos", alerta Azevedo


247 -  Em artigo, o jornalista Reinaldo Azevedo afirma que o governo Bolsonaro "dividirá o poder o Partido da Polícia, liderado pelo indemissível Sergio Moro; o Partido de Chicago, comandado pelo não menos indispensável Paulo Guedes, e o Partido da Caserna, composto pelo generalato da reserva".

Segundo o jornalista "Moro é aquele que mandava os políticos para a cadeia e que, já deixou claro, pretende ser juiz informal de seus colegas de ministério. Guedes é o que tem o dever de arrumar as contas que aqueles teriam destroçado. E os militares entram como a força incorruptível, despida de egoísmo".

"Na arquitetura de poder de Bolsonaro, os partidos da Polícia, de Chicago e da Caserna se encarregam de governar, e aos políticos, expulsos de uma República já sem poetas, caberia a missão patriótica de aprovar os tais "remédios amargos", que dariam eficiência aos poderosos de fato", critica. 
Azevedo alerta: "Ou Bolsonaro devolve a política a seu lugar, ou não há como esse arranjo dar certo. Nascerá póstumo no pior sentido. Para o mal de todos".

Fonte: Brasil 247







Nenhum comentário:

Postar um comentário