sábado, 15 de dezembro de 2018

FLÁVIO BOLSONARO RECEBEU ATÉ 99% DOS SALÁRIOS DE FUNCIONÁRIOS

15 de dezembro de 2018





Reportagem de Wilson Tosta, Constança Rezende e Fabio Serapião, publicada no Estado de S. Paulo, informou sobre uma análise na movimentação financeira do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz



A análise mostra indícios de que pelo menos uma funcionária pode ter depositado em sua conta o equivalente a quase tudo que recebeu na Casa no período agora sob investigação. Foi esse o caso de Nathalia Melo de Queiroz, filha do ex-servidor que, no período investigado, repassou a ele R$ 97.641,20, hipotético crédito mensal médio de R$ 7.510,86.

Outra servidora que repassou a Queiroz grande parte do que recebeu foi Márcia Oliveira de Aguiar, mulher do ex-assessor. Os valores somam R$ 52.124,00 – uma média (total dividido por treze meses) de R$ 4.009,23. Isso não quer dizer que tenham sido feitos rigorosamente repasses mensais – o documento do Coaf não traz esse detalhe –, mas permite afirmar que Márcia repassou porcentuais que equivalem de 31% a 46% do que recebeu por mês no período.

Outra servidora, Luiza Souza Paes, fez transferências equivalentes a porcentuais que variam de 24,8% a 33,5% do salário no período. Sua renda, segundo o Coaf, era de R$ 3.479 mensais e a transferência média era de R$ 863,53. Já Jorge Luís de Souza, que tinha salário bruto de R$ 5.486,76, fez depósito mensal médio de R$ 1.573,46 – porcentuais respectivos de 7,69%, 28,67% e 32,46%.

O Estado mostrou que 57% dos depósitos feitos na conta de Fabrício Queiroz investigada pelo Coaf ocorreram no dia do pagamento dos salários na ALERJ no período investigado, ou até três dias úteis depois.



Fonte: Diário do Centro do Mundo (D. C. M.)  por Wilson Tosta, Constança Rezende e Fabio Serapião, publicada no Estado de S. Paulo











Nenhum comentário:

Postar um comentário