quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

PROFESSORES EM LUTA INTENSIFICA MAIS A RESISTÊNCIA EM CAXIAS MA

23 de janeiro de 2019








A opressão de ontem (22/01/2019) fez o efeito que os trabalhadores esperam. O grupo de resistência hoje está sendo reforçado de companheiros que ainda não haviam estado presente no movimento. Bem vindos companheiros!



Liberdade de expressão, direito de ir vir.  Direitos que são inerentes às pessoas, mas que são desrespeitados pelos os que estão no poder e utilizam os instrumentos de repressão para intimidarem todo e qualquer ato de defesa dos trabalhadores. 


Em Caxias MA, a repressão chegou de maneira torpe e covarde. Os caxienses são sabedores da luta dos trabalhadores pela conquista de seus direitos em face da omissão dos governos municipais de plantão em cumprir com a sua função - administrar os recursos públicos com lisura e transparência.


Como não têm argumentos para justificarem a denúncia, o Sr. prefeito e o seu assecla utilizam da força coerciva através da Guarda Municipal para tentarem calar a voz do trabalhadores retirando o carro de som com o objetivo de intimidar e calar o movimento. Ledo engano, os trabalhadores sempre resistiram a esse tipo de abuso de poder.  A luta é mais forte que qualquer ato de repressão.






Ledo engano, os trabalhadores sempre resistiram a esse tipo de abuso de poder.  A luta é mais forte e a resistência continua contra a política de repressão e autoritarismo do prefeito Fábio Gentil e de seus asseclas.

Para conseguirmos o que estamos reivindicando é necessário a presença de cada um de nós.  Amanhã (24/01/2019) vamos intensificar o movimento acampando o dia inteiro na praça.   Venha fortalecer a nossa luta. Amanhã todos juntos a partir das 9h00 da manhã para exigirmos a ampliação da jornada, o reajuste salaria, o abono salarial e garantia da execução do Plano de Cargos e Carreiras dos trabalhadores da Educação, principalmente os Artigos 53 e 54. Contra qualquer ato de repressão.

A luta e a resistência continua contra a política de repressão e autoritarismo do prefeito Fábio Gentil e de seus asseclas. 

Alô Ministério Público, o prefeito Fábio Gentil está com 11 dias úteis que não frequenta a prefeitura, não seria o caso dele entregar as chaves da prefeitura para o vice-prefeito, uma vez que, se encontra impedido de trabalhar em seu gabinete na prefeitura?

Para conseguirmos o que estamos reivindicando é necessário a presença de cada um de nós na praça, cada um defende a si mesmo, na luta não tem esse negócio de alguém vai me representar, você se representa.





Amanhã 24/01/2019 iremos intensificar o movimento acampando o dia inteiro na praça, a partir das 9h00. Venha fortalecer a nossa luta, para exigirmos a ampliação da jornada, o reajuste salarial, o abono e garantia da execução do Plano de Cargos e Carreiras dos trabalhadores da Educação.

SINTRAP






















Um comentário:

  1. É nós, resistindo e enfrentando a opressão. "...com as bandeiras nas ruas ninguém pode nos calar"

    ResponderExcluir