segunda-feira, 18 de março de 2019

CNN CHILE ACUSA BOLSONARO PELA MORTE DE MARIELLE

18 de março de 2019





A CNN no Chile reforçou que a polícia do Rio "capturou dois policiais militares supostamente assassinos" da ex-vereadora Marielle Franco: Ronnie Lessa, 48, que atirou 13 vezes no veículo, e Élcio Vieira de Queiroz, 46. O canal diz haver "várias pistas que apontam para uma figura altamente conhecida: o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro"



247 - A CNN no Chile reforçou que a polícia do Rio "capturou dois policiais militares supostamente assassinos" da ex-vereadora Marielle Franco: Ronnie Lessa, 48, que atirou 13 vezes no veículo, e Élcio Vieira de Queiroz, 46. O canal diz haver "várias pistas que apontam para uma figura altamente conhecida: o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro".

"O assassino vivia no mesmo condomínio que Bolsonaro. Ronnie Lessa, o ex-policial que atirou, morava no condomínio Vivendas da Barra, no bairro da Barra da Tijuca. Curiosamente, Jair Bolsonaro também tem uma casa neste condomínio, e seu filho Carlos Bolsonaro vive lá, o motorista e figura de proa de Flávio Bolsonaro, Fabrício de Queiroz, e outros conselheiros do filho primogênito do presidente", diz o texto do veículo.
A CNN também ressalta que "a filha do assassino era a namorada de um filho de Bolsonaro". "Outro antecedente que surgiu associado ao anterior é que o filho de Bolsonaro, Jair Renán, de 20 anos, era namorado da filha de Lessa, a assassina. Consultados sobre o assunto, os promotores descartaram que essa informação tivesse importância", continua. "Quem dirigia o carro tinha uma foto com o Bolsonaro", acrescenta.


Fonte: Brasil 247  por CNN no Chile












Nenhum comentário:

Postar um comentário