Postagens

Postagem em destaque

DELFIM NETTO E O CASO COROA BRASTEL, UM DOS MAIORES ESCÂNDALOS FINANCEIROS DA DITADURA QUE BOLSONARO AMA

Imagem
Anúncio da Brastel nos jornais O DCM apresenta uma série sobre os maiores escândalos da ditadura.  A primeira matéria, sobre  o caso Delfin, foi publicada.  A  segunda é sobre o escândalo Coroa-Brastel. Esta é a terceira e última.  A empreitada coube a J. CARLOS DE ASSIS, jornalista e economista, autor de mais de 25 livros sobre Economia Política brasileira e mundial, entre os quais “A Chave do Tesouro”, “Os Mandarins da República” e “Sete Mandamentos do Jornalismo Investigativo”, todos sobre casos daquele período. “Aos 72 anos, há décadas afastado do jornalismo diário, convém que me apresente: sou jornalista, e também economista político – o que de certa forma me roubou do jornalismo. Trabalhei em todos os principais jornais do país. Hoje tenho escrito como editor ou colaborador voluntário para blogs e revistas”, conta Assis. “Aceitei com prazer o convite do DCM para fazer esta série de matérias sobre os escândalos financeiros da ditadura como um serviço público, e como uma contribuiç

DEPOIMENTO DE MEIRE POZA CAUSOU ESPANTO NA LAVA JATO NO TELEGRAM: “QUE P… É ESSA?”

Imagem
Meire Bonfim da Silva Poza (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil) 6 de março de 2021 "As trocas de mensagens pelo Telegram que os procuradores da Lava Jato faziam entre si demonstram a contrariedade deles quando souberam que o procurador regional da República em São Paulo, Osório Silva Barbosa Sobrinho, ouviu o depoimento de Meire Bonfim da Silva Poza. Ela se denominava “informante infiltrada” na força-tarefa", escreve Marcelo Auler   As trocas de mensagens pelo Telegram que os procuradores da Lava Jato curitibana faziam entre si demonstram claramente a contrariedade deles quando souberam que, a pedido do editor deste BLOG, o procurador regional da República em São Paulo, Osório Silva Barbosa Sobrinho, em 30 de maio de 2016, ouviu o depoimento de Meire Bonfim da Silva Poza. Ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, ela se denominava “informante infiltrada” na Força Tarefa do Paraná e como tal revelou no depoimento ilegalidades das quais participou e/ou presenciou (leia o depoi

CAXIAS MA RECEBEU MAIS DE 75 MILHÕES DE RECURSOS FEDERAIS EM 2021, MAS A SOCIEDADE NÃO SABE ONDE FORAM PARAR

Imagem
26 de fevereiro de 2021   Em Caxias MA o Mandatário não está honrando seus compromissos, com os médicos, enfermeiro, técnicos de enfermagem que amargam com seus salários atrasados e outros trabalhadores também reclamam à falta de seus rendimentos. Atenção outros Poderes, exerçam suas atribuições, questionem ao chefe do Executivo por que esses atrasos estão ocorrendo, pois não é falta de recursos?   RECURSOS FEDERAIS QUE CHEGARAM EM CAXIAS MA PARA A EDUCAÇÃO E OUTROS EM 2021 MÊS DISCRIMINAÇÃO VALOR JANEIRO F P M R$      6.985.963,19 FUNDEB R$   19.865.094,80 OUTRO RECURSOS R$     3.002.664,90 TOTAL R$ 29.853.723,90 FEVEREIRO F P M R$   10.386.318,43   FUNDEB R$   15.280.215,96   OUTROS RECURSOS R$     2.313.366,47 TOTAL R$ 27.98