Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

DINO PROPÕE MUDANÇAS NAS INDICAÇÕES AO STF

Imagem
     28 DE FEVEREIRO DE 2017 Proposta do governador do Maranhão, uma das 24 que estão no Congresso sobre esse tema, defende a participação de colegiados de faculdades de Direito, OAB, Conselho Nacional de Justiça, Conselho Nacional do Ministério Público, Tribunal Superior do Trabalho, Superior Tribunal de Justiça e as duas Casas do Congresso na indicação, hoje feita monocraticamente pelo presidente da República; Flávio Dino (PCdoB) ainda propõe um mandato dos ministros do STF de 11 anos sem recondução. Por Leandro Miranda/blog marrapa.com   - Após escolha de Alexandre de Moraes, no último dia 21 de fevereiro, como novo ministro do STF – Supremo Tribunal Federal, reascendeu o debate em torno da forma atual de escolha de membros daquela Corte que é feita por indicação do Presidente da República e posterior apreciação/indicação do Senado. A tese defendida por especialistas em Direito Constitucional é a de que haja, nesse processo, uma participação maior de representantes soc

TEMER E A POUCA VERGONHA DE NOSSOS TEMPOS, POR EUGÊNIO ARAGÃO

Imagem
"Delação de Yunes apontam que Temer preparou traição antes das eleições de 2014"           Em 27 de fevereiro de 2017        Jornal GGN     Por Eugênio Aragão* Temer e a pouca vergonha de nossos tempos As frações de informação tornadas públicas na entrevista do advogado José Yunes, insistentemente apresentado pelos esbulhadores do Palácio do Planalto como desconhecido de Michel Temer, embrulham o estômago, causam ânsia de vômito em qualquer pessoa normal, medianamente decente. Conclui-se que Temer e sua cambada prepararam a traição à Presidenta Dilma Vana Rousseff bem antes das eleições de 2014. A aliança entre o hoje sedizente presidente e o correntista suíço Eduardo Cunha existia já em maio daquele ano, quando o primeiro recebeu no Palácio do Jaburu, na companhia cúmplice de Eliseu Padilha, o Sr. Marcelo Odebrecht, para solicitar-lhe a módica quantia de 10 milhões de reais.Não para financiar as eleições presidenciais, mas, ao menos em parte, para garanti

ENTREVISTA: “NÃO HÁ DÉFICIT DA PREVIDÊNCIA”, AFIRMA DESEMBARGADOR DO TRT2

Imagem
26/02/2017 Da Redação Desembargador do TRT da 2ª Região, professor titular de Direito do Trabalho da Faculdade de Direito da USP (Fadusp) e autor de 43 livros nas áreas de Direito do Trabalho e legislação trabalhista e previdenciária, Sergio Pinto Martins fala nesta entrevista sobre a “contraditória afirmação” de que existe déficit na Previdência brasileira. O desembargador também aponta caminho diverso da contrarreforma para dar sustentabilidade à Previdência. “Fazer a economia funcionar normalmente, aumentando o número de empregados ou de segurados que contribuem para o sistema. Em vez de o governo fazer propaganda de que se não for feita reforma, vai quebrar o sistema, deveria fazer propaganda para que as pessoas se conscientizassem que tem que contribuir para o sistema e que todos vão ser beneficiados”. Confira a entrevista na íntegra Desembargador, em um dos seus artigos, o senhor diz não acreditar no déficit da previdência. Poderia nos explicar o porquê?

EXTRA, EXTRA, O XADREZ DO ELO DESCONHECIDO ENTRE TEMER E YUNES

Imagem
     Postado em 26 de fevereiro de 2017   Jornal GGN      Luis Nassif Qual a razão do primeiro amigo de Michel Temer, José Yunes, ter entrado em pânico, quando seu nome apareceu em delação de executivo da Odebrecht, a ponto de procurar o Ministério Público Federal para uma delação sem sentido. A jornalistas, Yunes disse que lhe foi solicitado por Elizeu Padilha – Ministro-Chefe licenciado da Casa Civil – que recebesse “documentos” em seu escritório. Os tais “documentos”, na verdade, eram propinas pagas pela Odebrecht e levadas até ele pelo notório doleiro Lúcio Funaro. Aos jornalistas, Yunes declarou ter sido apanhado de surpresa. E, assim que se deu conta do ocorrido, procurou o amigo Temer, que o acalmou. Ao MPF, declarou que nada disse a Temer. De sua parte, Temer mandou informar os jornais que exigirá explicações de Padilha. O que está por trás dessa dança dos lobos, tão desesperada e tão sem nexo? Dias atrás o grupo Anonymous divulgou um pacote de documentos s

O PRIMEIRO AMIGO YUNES, A HOLDING MARAÚ E O ENCONTRO DOS BILIONÁRIOS

Imagem
25 de fevereiro de 2017    Jornal GGN   Por: Luís Nassif O dossiê distribuído pelo Anonymous, com informações sobre supostos negócios entre o presidente Michel Temer e o primeiro amigo José Yunes é composto por 30 documentos, entre PDFs e Words, basicamente registros na Junta Comercial e em paraísos fiscais. Versam sobre uma infinidade de holdings e off-shores, algumas delas com os mesmos sócios, outras entrelaçando-se nas relações societárias, algumas soltas sem que, de cara, se possa montar alguma ligação maior. Como é um quebra-cabeça extremamente complexo, vamos desbastando pelas bordas para ver onde chega. Pode não chegar a nenhum lugar, mas pode chegar a paragens interessantes. As holdings que surgem da papelada são as seguintes: Greystone, Shadowscape e Yuni Co são offshores instaladas em paraísos fiscais. A holding principal é a Marau Administração de Bens e Participaçoes Ltda que contém sócios do clube dos bilionários brasileiros. O objeto da soci