30 março 2017

SERGIO MORO TENTA QUEIMAR O ARQUIVO EDUARDO CUNHA

      30 de março de 2017

A condenação de Eduardo Cunha (ver aqui a íntegra da sentença) tem aspectos curiosos.

O homem bomba de Michel Temer tentou de tudo para delatar o colega Michel Temer.

Não teve jeito.

Como Cunha não pode delatar Lula ou o PT, então sua delação não vale nada.


A única delação de Cunha seria delatar o golpe, e isso não pode acontecer.


Sergio Moro sabe muito bem o papel que lhe cabe, de defender o golpe a qualquer preço, e censurou todas as perguntas incômodas que Cunha fez a Michel Temer.

Até no despacho em que condena Cunha a 15 anos, Sergio Moro continua a defender o presidente golpista. Abaixo, trechos em que Moro, sem qualquer necessidade, defende Michel Temer: 

Eduardo Cunha era o queridinho dos Marinho. 

Antes do impeachment, andou se reunindo a portas fechadas com a diretoria do Jornal O Globo, para afinarem uma estratégia em conjunto para levar adiante o golpe.

Flagrado pelo Cafezinho, o Globo divulgou uma foto de Eduardo Cunha sendo paparicado por suas jornalistas de política. A imagem de Zileide Silva rindo e batendo palminhas para Cunha é antológica.

Durante a campanha em 2014, Cunha era o deputado que mais anunciava na Globo.

Suas primeiras declarações como presidente da Câmara dos Deputados, no início de 2015, foram para atacar a regulação da mídia, ou seja, para defender a Globo.


                                                                                  Escrito por Miguel do Rosário, Postado em Redação





29 março 2017

PF DETECTA PROPINA PAGA AO GOVERNO DE ALCKMIN E SERRA EM SP E MORO QUER ACUSAR LULA

       29 março de 2017


A Operação Lava Jato detectou repasses da Andrade Gutierrez para obras de transportes do Governo do Estado de São Paulo. Uma empresa de fachada recebia o dinheiro de propina e repassava para os interessados. A empreiteira pagou R$ 45 milhões entre março de 2008 e setembro de 2010 para garantir contratos na Linha 2 Verde do Metrô de São Paulo, no Rodoanel Mário Covas e no Complexo Viário Jacu-Pêssego.


A Polícia Federal ainda não fez nenhuma acusação ao Governo de São Paulo nem a nenhum agente público envolvido nas licitações, mas disse que o método de lavagem de dinheiro de propina na Petrobras pode ser sido reproduzido pelo governo paulista.

                                                      Do Blog do Fausto Macedo





28 março 2017

NOVA DELAÇÃO DE ODEBRECHT TEM MAIS UMA BOMBA E ABALA TODO O ESTADO POLÍTICO BRASILEIRO


        27 de março de 2017



O empresário Marcelo Odebrecht, ex-presidente e herdeiro do grupo que leva seu sobrenome, disse em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no início de março, que o financiamento ilegal de campanhas é tão comum no País que inclui todos os candidatos eleitos. “Duvido que tenha um político no Brasil que tenha se eleito sem caixa 2. E, se ele diz que se elegeu sem, é mentira, porque recebeu do partido. Então, impossível”, afirmou.


As declarações constam do depoimento prestado na ação que apura abuso de poder político e econômico pela chapa Dilma Rousseff-Michel Temer nas eleições de 2014. Naquele ano, além da então presidente, 1.626 pessoas conseguiram votos para ocupar os cargos em disputa.

No caso da Odebrecht, o empreiteiro pontuou que, dos recursos disponíveis para campanhas, 75% eram pagos fora do sistema oficial.

“Caixa 2, para a gente, e eu acho que para todas as empresas, era visto como natural. Os valores definidos pelos candidatos eram tão aquém do que eles iam gastar que não tinha como a maior parte das doações não ser caixa 2. Era impossível”, declarou ao TSE.

O empreiteiro afirmou que, ao acertar propinas com parlamentares ou ocupantes de cargos executivos, o valor podia ser pago nas eleições tanto como doação oficial, o “caixa 1”, quanto por fora. Mas ponderou também que parte dos valores do chamado caixa 2 não foi destinada a campanhas com uma “contrapartida específica”.

Doação oficial

Marcelo Odebrecht disse que a doação oficial, como acaba por vincular a empresa ao candidato eleito, foi “criminalizada no Brasil”. E que, ao longo de “20, 30 anos”, o dinheiro não contabilizado para campanhas foi crescendo, o que ele, há quase dois anos preso pela Lava Jato, diz que “precisa mudar”. “A gente tinha medo de doar com medo da penalização que havia”, sustentou.

O empreiteiro ressaltou que os empresários têm a preocupação de não mostrar tudo o que gastam nas campanhas para evitar que alguns concorrentes, vendo eventuais disparidades nas contribuições, cobrem mais.

Arrependimento

Num dos trechos do depoimento, Odebrecht afirmou que se arrepende de ter tratado de propina no governo federal. Falando de forma geral, considerou que não só ele, mas toda a sociedade, errou ao assistir, supostamente de forma passiva, o esquema de aparelhamento político no setor público, potencial fonte de desvios e do financiamento ilegal de campanhas.

“O governo sabia, a população sabia, eu sabia que o meu empresário, para atuar na Petrobrás, de alguma maneira, tinha de atender aos interesses políticos daquela diretoria. Eu fazia vista grossa, a sociedade fazia vista grossa, todo mundo fazia vista grossa”, disse. “Olhando para a frente, precisa mudar muita coisa, entendeu? Essa questão da Lava Jato foi positiva, porque acho que vai corrigir daqui para a frente.”

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.




26 março 2017

DEPUTADO MINEIRO PEDE À JUSTIÇA E PF INFORMAÇÕES SOBRE O “HELICOCA”

      25 de março de 2017


O deputado federal Padre João (PT-MG) protocolou junto à Justiça e à Polícia Federal pedido de cópia dos autos e do inquérito que investiga o ex-deputado estadual Gustavo Perrella; um helicóptero com 450 quilos de cocaína foi apreendido pela Polícia Federal, em novembro de 2013, na cidade de Afonso Cláudio, no estado do Espírito Santo; a aeronave pertence à empresa Limeira Agropecuária, de propriedade do Perrela, que atualmente ocupa o cargo de Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor no governo federal. 


Minas 247 - O deputado federal Padre João (PT-MG) protocolou junto à Justiça e à Polícia Federal pedido de cópia dos autos e do inquérito 666/2013, que investiga o ex-deputado estadual Gustavo Henrique Perrella Amaral Costa.


Um helicóptero com 450 quilos de cocaína foi apreendido pela Polícia Federal, em novembro de 2013, na cidade de Afonso Cláudio, no estado do Espírito Santo. A aeronave pertence à empresa Limeira Agropecuária, de propriedade do Perrela, que atualmente ocupa o cargo de Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor no governo federal.

Para fundamentar o seu pedido, Padre João citou o Artigo 5º da Constituição Federal, que assegura o direito do cidadão de receber dos órgãos públicos informações de interesse particular, coletivo ou geral e que devem ser prestadas no prazo da Lei. O parlamentar também citou a Lei 15.527/2011 – de Acesso à Informação, no Artigo 10 que assegura os mesmos direitos.

Na avaliação do parlamentar, a apreensão de aeronaves com grande carga de droga está virando rotina. Em fevereiro de 2017, mais um avião foi encontrado em Pará de Minas com 430 quilos de pasta de cocaína.

“Não podemos permitir que esses crimes fiquem sem apuração. O helicóptero dos Perrellas foi pego em 2013. Já faz quatro anos e por isso queremos saber como anda o processo e o inquérito. É meia tonelada de cocaína. Se não houver apuração e condenação, será a desmoralização total da Justiça e da Polícia Federal”, desabafou.







23 março 2017

O SINTRAP INFORMA O RESULTADO DA ELEIÇÃO DO DIA 22/03/2017 ONDE A CHAPA 1 SUFRAGOU-SE VENCEDORA

     23 de março de 2017


O Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais de Caxias – SINTRAP vem parabenizar seus sócios por exercerem sua cidadania participando do processo eleitoral da Direção colegiada para o triênio 2017 – 2020, numa demonstração de democracia e maturidade, PARABÉNS A TODOS OS TRABALHADORES!!!!!




Os sócios do SINTRAP continuam avaliando bem a atual Diretoria, isso refletiu no resultado da eleição, eles depositarem sua confiança através dos votos para eleger a Chapa 1.




Veja como foi a votação de cada urna: 


URNA
VOTOS DA CHAPA 1
VOTOS DA CHAPA 2
DIFERENÇA DE VOTOS
%
01
46
16
30
187,5
02
29
09
20
222,22
03
17
25
-08
-47,05
04
26
10
16
160
05
47
10
37
370
06
44
17
27
158,82
07
14
03
11
366,66
08
09
14
-05
-55,55
09
11
08
03
37,5
10
05
10
-05
-100
11
40
18
22
122,22
12
29
25
04
16
13
63
44
19
43,18
14
52
62
-10
-19,23
TOTAL
432
271
161
59,40



Com isso aumenta a responsabilidade da nova Diretoria colegiada para manter a luta e conquistar direitos, ao mesmo tempo recebe a confirmação de que os companheiros estão dispostos a acompanhar os movimentos que for preciso para que os gestores respeitem as leis vigentes no País que favorecem aos trabalhadores.

Muitos trabalhadores enviaram mensagens de apoio parabenizando a atual e nova Diretoria, citamos aqui duas:


“Quero parabenizar mais uma vez pelo trabalho que vocês vêm desenvolvendo frente ao sindicato e o empenho da campanha por onde andei foi só a Chapa 1 que ouvir falar. Organização, compromisso e sem dúvida força, coragem, faz hoje sentir esse sentimento de alegria. PARABÉNS” 👏👏👏👏


“Parabéns a todos que organizaram e fizeram a luta para que essa vitória se concretizasse, mais uma vez os trabalhadores depositaram a confiança nessa direção independente dos governos, demonstrando a necessidade de luta como tem sido feito pelos militantes desse mesmo grupo que permanece em nossa defesa há vários anos!”

A LUTA CONTINUA COMPANHEIROS!!!!!