Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2018

PONTOS DE CONCENTRAÇÃO EM RODOVIAS AUMENTAM PARA 616 NO PAÍS

Imagem
Caminhoneiro e caminhão em Brasília. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil 29 de maio de 2018 Em balanço divulgado na tarde de hoje (29), o governo federal informou que há um total de 616 pontos ativos de concentração em rodovias federais no país. O número é ligeiramente superior ao de ontem, quando foram registrados 594 pontos de paralisação, mas, segundo integrantes do grupo de trabalho criado para monitorar a greve dos caminhoneiros, só há três pontos com interdição total das vias: na divisa entre Goiás e Distrito Federal (BR-070) e em rodovias não informadas do Ceará e de Minas Gerais. Nos demais pontos, segundo as autoridades, não há bloqueios e o fluxo de veículos está liberado. A Polícia Rodoviária Federal informou ter feito 751 desinterdições em estradas federais. “Vale ressaltar que, nesses pontos, os caminhões estão ao lado das rodovias, em pátios ou postos de combustível. Eles estão concentrados nessas localidades porque estão um tanto quanto receosos de circul

O QUE FICA CLARO COM O FIM DOS BLOQUEIOS

Imagem
26 de maio de 2018 A relativa facilidade com que tropas das Policias Militares e do Exército estão retirando caminhões-tanque das refinarias e bases de distribuição de combustível é o melhor sinal de que nada foi mais grave nesta crise que a inação e a demora em determinar as providências básicas para garantir o funcionamento dos serviços essenciais por parte do Governo Federal. Na cobertura dos jornais, fica patente que os manifestantes não estão opondo resistência à saída de caminhões para abastecer hospitais, forças policiais e mesmo serviços de ônibus, como foi o caso do BRT do Rio de Janeiro, que voltou a circular com parte da frota. Certo tipos de tigre, quando enfrentados, revelam-se de papel. Não quer dizer que a situação esteja perto de voltar ao normal, porque não há sinal de que o abastecimento de combustíveis, tão cedo, volte a se tornar disponível para a maioria da população. O que ficou claro, isto sim, é que estamos diante não apenas diante de

TUCANO CONVOCA SENADORES PARA PROPOR DEMISSÃO DE PARENTE

Imagem
24 de maio de 2018 Embora Pedro Parente seja um quadro orgânico do PSDB e tenha sido colocado na presidência da Petrobras para entregar o pré-sal às petroleiras, na medida central do golpe de 2016, os tucanos já tentam se desvencilhar do caos que criaram no País; nesta quinta-feira, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), vice-presidente do Senado, convocou senadores para demiti-lo; "Cadê o presidente da República? Cadê o ministro de Minas e Energia? Quem fala à sociedade e fala de forma arrogante é o presidente da Petrobras", diz o tucano SÃO PAULO (Reuters) -  O vice-presidente do Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), disse nesta quinta-feira que está convocando os senadores para voltarem a Brasília e discutirem a crise dos combustíveis e os protestos de caminhoneiros que realizam paralisações e bloqueios em estradas de todo o país. O vice-presidente do Senado também criticou o que chamou de falta de ação do governo e pediu a saída do presidente da Petrobras

JUIZ DETERMINA LIBERAÇÃO DE 6 RODOVIAS FEDERAIS E AUTORIZA USO DA FORÇA

Imagem
23 de maio de 2018 Atendendo a um pedido da União, o juiz Marcelo Pinheiro, da 16ª Vara Federal do Distrito Federal concedeu reintegração de posse de seis rodovias federais e a imediata liberação do tráfego, autorizando "medidas indispensáveis ao resguardo da ordem e, principalmente, para segurança das pessoas afetadas com o movimento paredista" 247  - Atendendo a um pedido da União, o juiz Marcelo Pinheiro, da 16ª Vara Federal do Distrito Federal concedeu reintegração de posse de seis rodovias federais (BR-040, BR-050, BR-060, BR-070, BR-080 e BR-251), bloqueadas por causa de protestos de caminhoneiros. O magistrado determinou a imediata liberação do tráfego, autorizando "medidas indispensáveis ao resguardo da ordem e, principalmente, para segurança das pessoas afetadas com o movimento paredista". Pinheiro também autorizou o uso de força policial "para assegurar que, durante a intimação dos requeridos e desobstrução das rodovias, não sejam p

ACUSAÇÃO CONTRA FIGUEIREDO BASTO REFORÇA DELAÇÃO SELETIVA, DIZEM ADVOGADOS

Imagem
22 de maio de 2018 A acusação de que o advogado Figueiredo Basto recebia valores mensais para "proteger" algumas pessoas reforça a tese de que há no país uma espécie de delação premiada seletiva; "O caso do advogado especialista em delações mostra o risco de um mecanismo sem controle que é o delacionismo utilizado como meio de prova e não apenas como algo que indique onde as provas estão e como as encontrar", diz ao Conjur o jurista Lenio Streck Do  Conjur  -  A acusação de que o advogado Figueiredo Basto — responsável por diversos acordos de colaboração premiada na operação "lava jato" — recebia valores mensais para "proteger" algumas pessoas reforça a tese de que há no país uma espécie de delação premiada seletiva. A opinião é de advogados ouvidos pela ConJur. "É muito grave a acusação pois revela uma faceta que já vínhamos denunciando há tempo que é a possibilidade de manipulação da delação. Uma manipulação seletiva que

JUIZ QUE RETIROU ASSESSORES DE LULA CRITICOU EX-PRESIDENTE E O PT EM CARTAS A JORNAL

Imagem
Manifestante pró-Lava Jato em frente à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula está preso    Foto: EPA / BBCBrasil.com 18 de maio de 2018 O 'Estado de S. Paulo' publicou várias mensagens de Haroldo Nader com críticas a Dilma, Lula e o PT entre 2015 e 2017. Ação popular do MBL chegou a Nader por sorteio. A té ontem, o juiz Haroldo Nader, de Campinas (SP), era praticamente desconhecido do público. Na manhã de quinta-feira, porém, uma decisão liminar (provisória) de Nader ganhou as manchetes dos principais sites de notícias do país: ele determinou o fim da equipe de oito pessoas que assessorava o ex-presidente Lula (PT), às custas da União. saiba mais Juiz suspende benefícios de Lula A pedido do MBL, Justiça retira de Lula seguranças, motoristas e assessores pagos pela União Como o petista está preso em Curitiba (PR) desde 7 de abril, Nader entendeu que não há mais necessidade para manter os assessores. Em junho de 2012, o