Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2018

AZEVEDO: POLÍCIA, CHICAGO E CASERNA; NÃO HÁ COMO ESSE ARRANJO DAR CERTO

Imagem
30 de novembro de 2018 O jornalista Reinaldo Azevedo afirma que o governo Bolsonaro "dividirá o poder o Partido da Polícia, liderado pelo indemissível Sergio Moro; o Partido de Chicago, comandado pelo não menos indispensável Paulo Guedes, e o Partido da Caserna, composto pelo generalato da reserva"; "Ou Bolsonaro devolve a política a seu lugar, ou não há como esse arranjo dar certo. Nascerá póstumo no pior sentido; para o mal de todos", alerta Azevedo 247 -   Em  artigo , o jornalista Reinaldo Azevedo afirma que o governo Bolsonaro "dividirá o poder o Partido da Polícia, liderado pelo indemissível Sergio Moro; o Partido de Chicago, comandado pelo não menos indispensável Paulo Guedes, e o Partido da Caserna, composto pelo generalato da reserva". Segundo o jornalista "Moro é aquele que mandava os políticos para a cadeia e que, já deixou claro, pretende ser juiz informal de seus colegas de ministério. Guedes é o que tem o dever de arru

UM GOVERNO FICHA-SUJA: MAIS DA METADE DOS MINISTROS ESTÃO ENROLADOS

Imagem
30 de novembro de 2018 O futuro governo Bolsonaro, surgido no bojo de uma onda "contra a corrupção", tem mais da metade dos ministros anunciados envolvidos em denúncias e investigações; seis dos dez nomes indicados por Bolsonaro estão enrolados: Onyx Lorenzoni, deputado (Casa Civil); Paulo Guedes, economista (Economia); Marcos Pontes, tenente-coronel (Ciência e Tecnologia); Tereza Cristina, deputada (Agricultura); Luiz Henrique Mandetta, deputado e médico (Saúde); e Sérgio Moro, agora ex-juiz federal (Justiça) 247 -  O futuro governo Bolsonaro, surgido no bojo de uma onda "contra a corrupção", tem mais da metade dos ministros anunciados envolvidos em  denúncias e investigações. Seis dos dez nomes indicados por Bolsonaro estão enrolados: Onyx Lorenzoni, deputado (Casa Civil); Paulo Guedes, economista (Economia); Marcos Pontes, tenente-coronel (Ciência e Tecnologia); Tereza Cristina, deputada (Agricultura); Luiz Henrique Mandetta, deputado e médico (Saú

GENERAL HELENO, FUTURO MINISTRO DE JAIR BOLSONARO, ASSINOU CONTRATOS IRREGULARES DE R$ 22 MILHÕES

Imagem
General Heleno assumirá o órgão responsável pela inteligência do governo e a segurança do presidente.  Foto: Mateus Bonomi/AGIF/Folhapress 29 de novembro de 2018 AUGUSTO HELENO  Ribeiro Pereira, o general Heleno, será o ministro do Gabinete de Segurança Institucional do governo de Jair Bolsonaro. Em seu discurso, o presidente eleito defende um  estado enxuto  e responsabilidade nos gastos públicos. Para manter a coerência, terá que cobrar aliados como Heleno. Em 2013, o general foi condenado pelo Tribunal de Contas da União, o TCU, por autorizar convênios ilegais que custaram R$ 22 milhões ao governo – e favoreceram militares conhecidos seus Quando era chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, general Heleno autorizou dois convênios para a quinta edição dos Jogos Mundiais Militares, que ocorreram em 2011 no Rio de Janeiro. Os acordos, de mais de R$ 22 milhões, foram feitos com duas entidades sem fins lucrativos: a Fundação Ricardo Franco, a FRF, que dá

FRAUDE APOIADA PELA PGR: PRESTAÇÃO DE CONTAS DA CAMPANHA DE BOLSONARO TEM DOADORES MORTOS E EMPRESA SEM REGISTRO

Imagem
28 de novembro de 2018 Na prestação de contas da campanha de Bolsonaro, foram identificados doadores desempregados, funcionários de uma mesma empresa privada e mortos. Tais indícios poderão ensejar apuração em outras instâncias. Raquel Dodge recomendou a aprovação com ressalvas. Segundo a PGR, as irregularidades no valor de R$ 171 mil “não comprometem”. Sobre a usina de fake news no WhatsApp, nem uma palavra. Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias para compartilhar pró-esquerda e contra Bolsonaro Clique aqui para entrar em nosso grupo de Telegram O  Plantão Brasil  é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor,  compartilhe  com seus amigos e/ou em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.  Fonte:  Brasil247

PROFESSORES NÃO ABREM MÃO DO DIREITO À AMPLIAÇÃO DA JORNADA

Imagem
Prefeito Fábio Gentil com a Secretaria de Educação, Ana Célia Damasceno   23 de novembro de 2018 Na última quarta-feira, 21/11, os professores em luta pela ampliação da jornada estiveram pela sexta vez na prefeitura para conversar com o prefeito. O encontro, agendado pelo Secretário de Governo da prefeitura, Sr. Rosevelt, não aconteceu. Mais uma vez, o Prefeito, Fábio Gentil, fez questão de ignorar e tratar com desrespeito os professores, não compareceu à Prefeitura. Atender as demandas dos trabalhadores não é uma escolha do Prefeito, é uma obrigação. Mas ele desconhece essa regra. E, em uma tentativa de tirar os professores que ocupavam o saguão da Prefeitura, o Prefeito mandou o senhor Adenilson , uma pessoa sem equilíbrio emocional, sem capacidade de diálogo - que tenta resolver as coisas sempre de forma truculenta - para conversar com os professores. Percebendo que era mais uma enrolação, posto que, Adenilson não tem autonomia pa

MÉDICA CUBANA DIVULGA NOTA PARA AGRADECER E RESPONDE: “NÃO SOMOS ESCRAVOS”

Imagem
20 de novembro de 2018 Durante todo o tempo em que atuaram no Brasil servindo ao Programa Mais Médicos do governo federal, os médicos cubanos evitavam tecer qualquer comentário de fundo político ou administrativo. Com o fim da participação dos profissionais de Cuba no programa (em reação do governo daquele país a comentários do presidente eleito Jair Bolsonaro), a médica cubana Neibis Lopez Clabel, atuante em Ibirataia, na Bahia, decidiu divulgar uma manifestação pública a respeito do caso. Neibis tem recebido homenagens emocionadas por parte de pacientes que atendeu durante um ano e meio no município o qual, como a maior parte das cidades do país, tem graves deficiências na área de saúde. CONFIRA A NOTA DA MÉDICA CUBANA Neibis Lopez Clabel Depois de 1 ano e 5 meses no município de ibirataia, Bahia, ficando fora dos comentários relacionados a temas políticos no Brasil, hoje decidi me projetar após ler publicações feitas sobre o governo cubano e o Programa Mais Médi

DEFESA DE LULA APRESENTA DECLARAÇÃO DE VACCARI QUE REBATE LEO PINHEIRO SOBRE TRIPLEX

Imagem
19 de novembro de 2018 Em manifestação apresentada hoje (19/11) ao juízo da 13ª. Vara Federal Criminal a defesa do ex-Presidente Luiz Inácio Lula das Silva apresentou declaração manuscrita do Sr. João Vaccari Neto que rebate as afirmações do corréu Leo Pinheiro durante seu interrogatório, ocorrido em 09/11/2018. Eis o conteúdo da declaração do Sr. Vaccari apresentada à Justiça: “(…) O Sr. Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, novamente faltou com a verdade em seu depoimento prestado em 09.11.2018 perante este juízo, 13a Vara Federal Criminal, no estado do Paraná. Não tenho conhecimento de qualquer conta corrente informal mantida entre o PT e a OAS, provenientes de contratos da Petrobras ou de qualquer outro contrato firmado com a Administração Pública Federal, de modo que jamais gerenciei ou pratiquei qualquer ato relativo a essa espécie de conta. Reitero que em nenhum momento tratei com o Sr. Léo Pinheiro sobre a destinação de um apartamento triplex no Guarujá e

VITÓRIA DUPLA: OPOSIÇÃO E ENTIDADES DA SOCIEDADE CIVIL DERROTAM MP DA PRIVATIZAÇÃO DA ÁGUA E CONSÓRCIO TEMER/BOLSONARO

Imagem
18 de novembro de 2018 Resistência e mobilização derrotam MP da privatização da água PT na Câmara O consórcio Temer/Bolsonaro sofreu nesta terça-feira (13) sua primeira grande derrota na Câmara dos Deputados, ao não conseguir pôr em votação a chamada “MP da privatização da água” A obstrução dos partidos de oposição, com ação direta dos deputados e deputadas do PT, e a articulação de várias entidades da sociedade civil impediram a leitura e a votação da Medida Provisória 844/18 (MP 844/18). A MP abria caminho para privatizar os serviços de saneamento básico, aumentar o valor das contas de água e elevar as desigualdades sociais e regionais no País. Durante as tentativas de acordo, o governo insistiu em manter pontos polêmicos no texto da MP, inviabilizando um consenso com a oposição e enterrando de vez a medida, já que ele teria que ser votada pela Câmara e pelo Senado até o próximo dia 19, segunda-feira, quando perde a validade. Sem acordo e mantida a ob