28 fevereiro 2019

FERNANDES E A “MISSÃO IMPOSSÍVEL” DE BOLSONARO

28 de fevereiro de 2019





Tinha acabado de escrever o post anterior, sobre a armadilha a que Rodrigo Maia atrai Jair Bolsonaro, instigando-o a sair em defesa da reforma da Previdência nas redes sociais (reparem como Paulo Guedes, esperto, anda calado em público) quando li o artigo de Maria Cristina Fernandes, sempre aguda, no Valor


É o mais impiedoso e veraz texto que, nos últimos tempos, li sobre as limitações da tão festejada capacidade do ex-capitão em matéria de comunicação de massa. Não, não nego que ela exista, mas estárestrita, como foi na campanha, à repetição radical de chavões do “senso comum”, a tudo o que não demande convencimento, mas simples açulamentos contra o “inimigo”: o esquerdista, o gay, o va-ga-bun-do, o político, o corrupto…

Nenhum discurso que não o de ódio sai bem da boca de Bolsonaro.

Transcrevo um trecho do artigo de Fernandes, na íntegra aqui, para assinantes do Valor.

O presidente da Câmara dos Deputados, principal avalista das expectativas em relação à reforma da Previdência, já devolveu Mateus para quem o pariu. Se ele, Rodrigo Maia, cuida dos deputados, é Jair Bolsonaro quem tem a responsabilidade de convencer os eleitores de que a reforma a ser votada é boa para o país. Sem isso, não haverá maioria a favor no Congresso.

A cobrança para que presidente da República reencarne o garoto-propaganda da campanha eleitoral desafia suas habilidades de comunicador. Até hoje, o titular do Palácio do Planalto foi pedra. No PT, na corrupção, na violência. No papel de vidraça, o presidente decepciona. Monocórdico no tom e enfadonho nas ênfases, perde o elã diante de um teleprompter. É incapaz de demonstrar indignação frente à injustiça dos privilégios previdenciários com a mesma ênfase com a qual chama todos os petistas de ladrões. Comparado com intérpretes de libras que se postam ao seu lado, o presidente dos pronunciamentos é uma múmia falante. Não levanta as sobrancelhas para armar que quem ganha mais contribuirá com mais e nem sequer esboça um sorriso para dizer àqueles que vão pagar a conta que o futuro prometido é um país com mais empregos.

O presidente da República só parece se sentir à vontade quando encarna o defensor de ditaduras e algoz dos esquerdistas, aquele que ensinou tudo ao seu trio de filhos. 


O presidente da República só parece se sentir à vontade quando encarna o defensor de ditaduras e algoz dos esquerdistas, aquele que ensinou tudo ao seu trio de filhos. Com seus trejeitos habituais, apertando os lábios, prendendo a língua e mostrando os dentes num discurso improvisado esta semana, pareceu mais à vontade chamando Alfredo Stroessner de estadista e homem de visão do que explicando aos brasileiros porque o país só sai do buraco se todo mundo trabalhar mais.



Se Bolsonaro não parece convincente em falar daquilo que a reforma tem de bom, que dirá em dobrar os eleitores em relação àquilo que ela tem de ruim. 



Fonte: Tijolaço   por Fernando Brito












27 fevereiro 2019

NOTA DE UTILIDADE PÚBLICA


27 de fevereiro de 2019




Faleceu hoje 27/02/2017 o Sr. CÍCERO SIMIÃO DA SILVA (O PIQUI).



Cícero, o piqui como era conhecido em Caxias MA, foi Cabo da PM/MA, porém veio para Caxias MA no ano 1975 para compor o bom time do Tiradentes, que era bancado pela Polícia Militar/MA. 

Ele era Luduvinsense, mas foi como jogador de futebol que ficou mais conhecido, seu nome Piqui vem por causa de sua cabeça bem desenvolvida.

Piqui também foi reconhecido regionalmente por jogar dama divinamente bem, foi campeão de damas muitas vezes em Caxias – MA.

Seu corpo está sendo velado na Rua Santa Luzia S/N – Bairro Castelo Branco, ao lado do Cemitério dos Remédios.







JUSTIÇA ENCERRA CASO DA DELAÇÃO CONTRA HADDAD. QUEM PAGA O DANO, BONNER?

Fernando Haddad no Jornal Nacional da Globo. Foto: Reprodução/Twitter
27 de fevereiro de 2019





A coluna de Monica Bergamo acaba de publicar que o Tribunal de Justiça de São Paulo arquivou hoje a ação penal contra o ex-prefeito Fernando Haddad por corrupção passiva e lavagem de dinheiro derivada da “delação premiada” do empreiteiro Ricardo Pessoa

O desembargador Vico Mañas, relator do caso, afirmou em seu voto que a denúncia não esclarece qual a vantagem pretendida pelo empreiteiro. Segundo ele, os interesses da UTC foram contrariados pela gestão municipal, que chegou a cancelar um contrato já assinado com a empresa para a construção de um túnel na Avenida Roberto Marinho.
O representante do Ministério Público concordou com a defesa e destacou, ainda, que houve falha na descrição do crime e que não haviam elementos para justificar a ação penal.
Aquela, na qual William Bonner se agarrou para questioná-lo agressivamente na sabatina eleitoral do Jornal (aqui, a partir dos 15 minutos).
Quem vai reverter os prejuízos eleitorais sofridos pela candidatura Haddad?


Fonte: Diário do Centro do Mundo (D. C. M.)  por Monica Bergamo
















26 fevereiro 2019

PERÍCIA ATESTA: JUÍZA USOU ARQUIVO DE TEXTO DE MORO EM SENTENÇA CONTRA LULA

26 de fevereiro de 2019






Defesa de Lula enviou sentença da juíza Gabriela Hardt, que condenou o ex-presidente a 12 anos e 11 anos de prisão no caso do sítio de Atibaia, a um perito; o resultado foi: ela copiou trechos inteiros do "mesmo arquivo de texto" usado por Sérgio Moro na sentença do caso do triplex do Guarujá; foi uma sentença "recorta e cola"


247 - A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comprovou, por meio de um exame pericial, que a juíza da 13ª Vara Federal de Curitiba, Gabriela Hardt, que condenou o ex-presidente a 12 anos e 11 meses de prisão no caso do sítio de Atibaia, copiou trechos inteiros do "mesmo arquivo de texto" usado pelo atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, na sentença do caso do triplex do Guarujá.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o exame feito pelo Instituto Del Picchia aponta diversas similaridades entre as duas sentenças. Em um dos "lapsos" da magistrada, um trecho inteiro sobre o triplex foi reproduzida na penúltima página da sentença, incluindo a referência a "um apartamento".

O resultado da perícia será utilizado pela defesa do ex-presidente em recursos que serão impetrados junto ao Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4) e, também, às instâncias superiores.
Questionada sobre o assunto, Gabriela Hardt disse, por meio de sua assessoria, que não iria se manifestar sobre o caso.


Fonte: Brasil 247   por Folha de S. Paulo












25 fevereiro 2019

MINISTRO DA EDUCAÇÃO SERÁ PROCESSADO POR TENTAR IMPOR ESCOLA SEM PARTIDO


25 de fevereiro de 2019



O PT e o PSOL irão ingressar com ação popular na Justiça e uma representação na Procuradoria-Geral da República contra o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, por ter enviado e-mail a escolas privadas e públicas de todo o País no qual determina que seja lida às crianças uma carta dele com o slogan da campanha de Jair Bolsonaro no ano passado; "Trata-se de crime de improbidade, de apropriação de coisa pública para interesses particulares", disse o líder do PT, Paulo Pimenta; "Ministro, não é esse seu papel. Não é esse o tipo de pregação que cabe a um ministro de Educação. Vamos entrar com crime de responsabilidade contra o senhor", diz o deputado Marcelo Freixo




247 - O PT e o PSOL irão ingressar com ação popular na Justiça e uma representação na Procuradoria-Geral da República contra o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, por ter enviado e-mail nesta segunda-feira a escolas privadas e públicas de todo o País no qual determina que seja lida às crianças uma carta dele com o slogan da campanha de Jair Bolsonaro no ano passado: "Brasil acima de tudo. Deus acima de todos."

É "um fato gravíssimo", disse o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta. "Trata-se de crime de improbidade, de apropriação de coisa pública para interesses particulares". O ministro ainda determinou que as crianças cantem perfiladas o hino nacional em frente a uma bandeira do País e que o momento seja gravado em vídeo e enviado para o governo (leia mais).

Em vídeo nas redes sociais, o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) lembrou que esse slogan é o lema utilizado por Bolsonaro em sua campanha presidencial, logo o ministro não poderia utilizar isso como doutrinação.
"Ele utiliza um lema de campanha para fazer doutrinação em massa nas escolas. Ministro, não é esse seu papel. Não é esse o tipo de pregação que cabe a um ministro de Educação. Vamos entrar com crime de responsabilidade contra o senhor", diz o deputado.


Fonte: Brasil 247












23 fevereiro 2019

RAQUEL DODGE PEDE AROLDO CEDRAZ NO BANCO DOS RÉUS E AFASTADO DO TCU

23 de fevereiro de 2019





A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro do STF Edson Fachin que receba a denúncia e abra ação penal contra o ministro do Tribunal de Contas da União Aroldo Cedraz e seu filho Tiago Cedraz por suposto tráfico de influência em obras da Usina de Angra III, no Rio de Janeiro


247 - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin que receba a denúncia e abra ação penal contra o ministro do Tribunal de Contas da União Aroldo Cedraz e seu filho Tiago Cedraz por suposto tráfico de influência em obras da Usina de Angra III, no Rio de Janeiro.

Os dois são acusados de receber supostas propinas para influenciar em processos no tribunal para beneficiar o consórcio Angramon, liderado pela UTC Engenharia. A procuradora-geral também reforçou pedido cautelar para o afastamento de Aroldo Cedraz. Os relatos foram publicados no Blog do Fausto Macedo.

De acordo com a denúncia, "Tiago Cedraz  pediu propinas a Ricardo Pessoa, presidente da UTC Engenharia, líder do consórcio Angramon, formado pela fusão dos consórcios Angra 3 e UNA 3, sob o pretexto de influenciar em atos a serem praticados pelo Ministro do Tribunal de Contas da União Raimundo Carreiro Silva, Relator na Corte de Contas de dois processos instaurados, em momentos distintos, em razão do processo licitatório e da execução das obras para a montagem eletromecânica da usina nuclear".
A procuradora-geral aponta que, "além da expressiva evolução patrimonial apresentada pelo acusado Tiago Cedraz, no período de 2012 a 2014, os dados bancários de ambos também comprovaram existência de relacionamento financeiro entre eles, elemento importante para a constatação de que atuavam em unidade de desígnios na prática criminosa".
"Ao contrário do que esses acusados alegam, esse relacionamento financeiro não representa criminalização indevida de relações familiares”, diz a procuradora-geral, ao rebater alegações da defesa para que a denúncia não seja recebida", disse.


Fonte: Brasil 247












22 fevereiro 2019

IRMÃ DE MILICIANOS ASSINOU CHEQUES DE CAMPANHA DE FLÁVIO BOLSONARO

22 de fevereiro de 2019






O senador e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) entregou suas contas de campanha para o Senado à irmã de dois criminosos - os irmãos Alan e Alex Rodrigues de Oliveira, presos na operação Quarto Elemento; Valdenice de Oliveira Meliga, que era lotada no gabinete de Flávio na Alerj, assinou cheques de gastos de campanha em nome dele, segundo reportagem publicada pela revista "Isto É"; o parlamentar já havia empregado em seu gabinete na Alerj a mãe e a mulher do ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega, chefe do grupo de milicianos conhecido como Escritório do Crime



247 - O senador e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) entregou suas contas de campanha para o Senado à irmã de dois criminosos - os irmãos Alan e Alex Rodrigues de Oliveira, presos, em agosto do ano passado, na operação Quarto Elemento, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Ministério Público do Rio de Janeiro. Valdenice de Oliveira Meliga, que era lotada no gabinete de Flávio na Alerj, assinou cheques de gastos de campanha em nome dele. É o que revela uma reportagem publicada pela revista "Isto É". O parlamentar já havia empregado em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) a mãe e a mulher do ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega, chefe do grupo de milicianos conhecido como Escritório do Crime.

A revista teve acesso a dois cheques assinados por Valdenice, em nome da campanha de Flávio: um de R$ 3,5 mil e outro de R$ 5 mil. 
Os irmãos participaram de atos de campanha do senador, antes da prisão. Em foto publicada no perfil de Flávio no Instagram, em outubro de 2017, o então deputado estadual aparece ao lado dos irmãos Alan, Valdenice e Alex, e do pai, Jair Bolsonaro. "Parabéns Alan e Alex pelo aniversário. Essa família é nota mil!!!", dizia a mensagem.
Vale ressaltar que outra funcionária do gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj exerceu a função de primeira-tesoureira do PSL no Rio. Alessandra Cristina Ferreira de Oliveira fez a contabilidade de 42 campanhas eleitorais do partido no estado, por meio de sua empresa, a Alê Soluções e Eventos Ltda. O curioso é que o cheque de R$ 5 mil era destinado à empresa de Alessandra, que recebia de volta parte desse dinheiro, como pagamento pelos serviços de contabilidade prestados por sua empresa.
Segundo a reportagem da revista, Alessandra recebeu R$ 55 mil das campanhas do PSL, cobrando valor entre R$ 750 e R$ 5 mil de cada candidato.
A Alê Soluções foi constituída em maio de 2007. De acordo com a Receita Federal, a empresa fica na Estrada dos Bandeirantes 11.216, em Vargem Pequena, zona oeste do Rio de Janeiro. Mas o endereço registrado no Tribunal Regional Eleitoral é Avenida das Américas número 18.000 sala 220 D, no Recreio dos Bandeirantes, o mesmo endereço na sede do PSL.
Alessandra Oliveira disse à Isto É que não vê conflito ético no fato de ser ao mesmo tempo tesoureira do partido, funcionária de Flávio Bolsonaro e ter contratado sua empresa para fazer a contabilidade das campanhas. 
Segundo o jornal O Globo, Flávio Bolsonaro diz que a reportagem da revista faz "uma ilação irresponsável" ao tentar vinculá-lo com candidaturas irregulares e milicianos em "mais uma tentativa de denegrir a imagem do senador".

"Val Meliga é tesoureira geral do PSL. Tinha como determinação legal a obrigação de assinar cheques do partido em conjunto e jamais em nome do atual senador. Os supostos irmãos milicianos apontados pela revista são policiais militares. Em relação aos serviços de prestação de contas eleitorais, não houve qualquer direcionamento do PSL-RJ relacionado à escolha dos profissionais de assessoria contábil e jurídica. Todas as prestações de contas foram aprovadas, ratificando a legalidade e lisura durante o processo eleitoral".


Fonte: Brasil 247   















20 fevereiro 2019

NOVO ÁUDIO, DE BOLSONARO COM ONYX, REVELA MEDO DE RETALIAÇÃO DE BEBIANNO

20 de fevereiro de 2019






Em conversa divulgada nesta quarta-feira, 20, o presidente Jair Bolsonaro escala o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para negociar com o ex-ministro Gustavo Bebianno, que foi exonerado em meio ao escândalo das candidaturas laranjas do PSL; na conversa, divulgada pelo Globo, Bolsonaro mostra-se preocupado com o fato de ainda ser representado em processos judiciais por Bebianno, que é advogado; "Se ele (Bebianno) me cobrar individualmente o mínimo, eu to f... Tem que vender uma casa minha para poder pagar", diz Bolsonaro



247 - Em nova conversa conversa divulgada nesta quarta-feira, 20, o presidente Jair Bolsonaro destaca o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni , para negociar com o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gustavo Bebianno.

Bolsonaro mostrou-se preocupado com o fato de ainda ser representado em processos judiciais por Bebianno, que é advogado por formação. Onyx disse a Bolsonaro que teria uma conversa reservada com Bebianno ainda nesta tarde e prometeu "acertar" a questão.
Segundo o jornalista Robson Bonin, do jornal O Globo, a conversa foi ouvida "a partir de um telefonema aparentemente acidental do ministro da Casa Civil para um jornalista do Globo, enquanto estava reunido com o presidente".

Áudios e mensagens divulgadas pela revista Veja mostram que se alguém mentiu no episódio que resultou na demissão de Gustavo Bebianno do governo foram o presidente Jair Bolsonaro e o seu filho Carlos. Bebianno falou com o presidente através de mensagens escritas e pelo menos 13 mensagens de áudio; nelas, Bolsonaro faz vários ataques à mídia e sugere que Bebianno vaza informações de governo (leia mais).

Leia, abaixo, a transcrição da conversa:

— Você vai conversar com ele sobre as ações? — pergunta Bolsonaro.
Onyx confirma que abordará o assunto na conversa.
— Se ele (Bebianno) me cobrar individualmente o mínimo, eu to f... Tem que vender uma casa minha para poder pagar — disse Bolsonaro.
Onyx também informa ao presidente sobre contatos que teve com o ex-ministro, por meio de intermediários, após o jornal "Folha de S.Paulo" publicar nesta quarta-feira uma nota sobre a suposta intenção de Bebianno de juntar documentos para contar histórias sobre a campanha de Bolsonaro e o período em que ficou no governo.
Sobre a potencial ameaça, Onyx diz ao presidente que Bebianno teria "dado a palavra" de que não faria mais declarações sobre a polêmica envolvendo Carlos Bolsonaro e a troca de mensagens dele com o presidente.
— A Folha deu uma nota e o Antagonista acabou de reproduzir e ele (Bebianno) acabou de ligar e pediu para tirar. Que é o seguinte... Que ele estava preparando documentos e não sei o quê para atacar. Ele disse ao Jorge (possivelmente Jorge Oliveira, subchefe de Assuntos Jurídicos do Planalto): "o que eu tinha para fazer, eu fiz ontem. Eu não dou mais nenhuma palavra, acabou tudo ontem. Eu to te dando a minha palavra. Ok?" Então, agora, no fim da tarde, para tu saber, eu vou lá dar uma conversada com ele.



Fonte: Brasil 247  












FÁBIO GENTIL PREJUDICA PROFESSORES, SEM O REAJUSTE CONFORME O PLANO




19 de fevereiro de 2019





Na tentativa de desqualificar o movimento de resistência das professoras, realizado em frente à Câmara Municipal, em 04/02/2019, os ratos (Prefeito, Adenilson e os desqualificados e oportunistas “vereadores”) saíram da toca e correram para suas emissoras de TV para espalhar que o reajuste concedido pelo Prefeito e aprovado pela Câmara estava correto e atendia a Lei do Piso Nacional do Magistério.



Entretanto, desde quando o Plano de Carreira do Magistério foi criado, todos os anos o SINTRAP precisa reivindicar o cumprimento do reajuste salarial conforme o Plano. Entretanto, convém, mais uma vez, esclarecer que o reajuste salarial dos professores de Caxias-MA não está atrelado a Lei do Piso Nacional, pois possui uma base de cálculo própria, mas nunca foi respeitada.




Na tabela abaixo veja as perdas salarias dos professores em virtude da recusa dos governos Marinhos, Coutinhos e Gentis em cumprir o Plano. Há anos, os professores de Caxias vêm recebendo os piores salários da região, o que gera uma sobra no repasse do FUNDEB ao final de cada ano


Tabela conforme cálculo estabelecido pelo Plano. 


CLASSES
20h
Dispersão R$ 256,50
25h
Dispersão R$ 320,62
40h
Dispersão R$ 513,00
A
1.539,00
1.923,75
3.078,00
B
1.795,50
2.244,37
3.591,00
C
2.052,00
2.564,99
4.104,00
D
2.308,50
2.885,61
4.617,00
E
2.565,00
3.206,23
5.130,00
F
2.821,50
3.526,85
5.643,00
G
3.078,00
3.847,47
6.156,00



  
Reajuste salarial de 4,17% de Fábio Gentil, sem respeitar o Plano


CLASSES
20h Sem Dispersão

25h Sem Dispersão
40h Sem Dispersão
A
R$     1.449,73
R$    1.812,23
R$   2.899,49
B
R$     1.548,74
R$    1.935,93
R$   3.097,55
C
R$     1.652,03
R$    2.065,04
R$   3.304,10
D
R$     1.756,87
R$    2.196,09
R$   3513,76
E
R$     1.863,32
R$    2.329,05
R$   3.726,65
F
R$     1.971,34
R$    2.464,16
R$   3.942,66
G
R$     2.080,99
R$    2.601,23
R$   4.161,95
   
 Após comparar as duas tabelas, veja o tamanho de sua perda!

CLASSES
20h Sem Dispersão

25h Sem Dispersão

40h Sem Dispersão
A
R$        89,27
  R$       111,52
R$       88,51
B
R$      246,76
  R$       308,44
R$     493,45
C
R$      399,97
   R$        499,95
R$     799,90
D
R$      551,63
   R$        689,52
R$  1.103,24
E
R$      701,68
   R$        877,18
R$  1.403,35
F
R$      850,16
   R$      1.062,00
R$  1.700,34
G
R$      997,01
   R$      1.246,24
R$  1.994,05


          Você está podendo abrir mão dessa perda mensal de seu salário?

POR QUE O PREFEITO NÃO QUER PAGAR O ABONO?


Todos os abonos pagos aos professores de Caxias-MA foi fruto de um trabalho ostensivo do SINTRAP em vigiar permanentemente os recursos que chegam ao Município, acompanhando através dos extratos bancários pelos conselheiros, representante de professores no Conselho do FUNDEB.

Ano passado, o Sindicato realizou o mesmo ritual e organizou a luta para garantir o abono com a sobra dos recursos de 2018. A luta pelo abono esteve junto com outras pautas como Regulamentação da Segunda Jornada e o reajuste salarial conforme o Plano de Carreira do Magistério.

No final do mês de Janeiro de 2019, a resistência das professoras obrigou o Prefeito a receber uma comissão e entre as pautas argumentadas na reunião com o Governo, a única coisa que o Prefeito garantiu foi pagar o abono aos professores quando o Complemento da União entrasse na conta. Pois o complemento chegou em 31 de Janeiro e junto com a sobra do FUNDEB soma-se mais de 16 milhões de reais.

Agora, o prefeito se recusa a pagar o abono e fala nos quatro cantos da cidade que vai usar o dinheiro para reformar escolas e não vai pagar nenhum centavo aos professores. Isso porque é nas reformas das escolas que há a possibilidades de fazer acordos entre vereadores e as empresas de fachada superfaturando notas e ganhando em cima dessa supostas reformas. Como sempre o Fábio Mentiu não cumpre o que promete. O Sindicato continua na luta pelo pagamento do Abono.



SINTRAP