Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2019

ERRO DOS AGENTES DA LAVA JATO FOI SUBESTIMAR CACIFE POLÍTICO DE LULA, DIZ ESCRITOR

Imagem
Foto: Ricardo Stuckert 30 de setembro de 2019 Autor de A Ousadia dos Canalhas: a Lava Jato que o Brasil não viu, Fernando Rosa acredita que o desgaste da operação vem de ações da luta por Lula livre O ex-juiz federal e atual ministro da Justiça Sérgio  Moro , o procurador  Deltan  Dallagnol e o ex-procurador-geral da República, Rodrigo  Janot , entre outros juízes e procuradores, fizeram tudo o que parecia perfeito. Aderiram a uma trama arquitetada nos  Estados Unidos , que contava inclusive com apoio dos setores conservadores no Brasil, para impedir a expansão do país como potência no tabuleiro geopolítico mundial. As estratégias pareciam infalíveis: o  golpe  de 2016, orquestrado com setores da mídia, do Legislativo e do Judiciário, derrubou a presidenta eleita Dilma Rousseff (PT) mesmo sem crime de responsabilidade. E o processo, condenação e prisão, em tempo recorde e mesmo sem provas do ex-presidente Luiz Inácio  Lula  da Silva, que liderava as pesqui

EM LIVRO, JANOT REVELA ESFORÇO DE DALLAGNOL PARA ENGANAR STF E PERSEGUIR LULA

Imagem
30 de setembro de 2019 No livro sobre os bastidores de sua passagem à frente da PGR, Rodrigo Janot revela reunião tensa com procuradores da Lava Jato, que o pressionavam para denunciar Lula a todo custo. “Eles queriam que eu denunciasse imediatamente o ex-presidente Lula por organização criminosa, nem que para isso tivesse que deixar em segundo plano outras denúncias” Do PT no Senado -  O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot confessou no livro “Nada menos que tudo”, onde relata histórias de sua passagem pela chefia do Ministério Público Federal, que em setembro de 2016 foi procurado pelo chefe da Lava Jato, Deltan Dallagnol, e outros integrantes da República de Curitiba com o objetivo de pressioná-lo a dar prioridade nas denúncias contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele conta que se negou a atender ao pedido porque não poderia desobedecer a uma decisão anterior do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato, que morreria depois, num acidente tr

EXCLUSIVO: SARGENTO PRESO COM COCAÍNA NA ESPANHA PROCESSA EDUARDO BOLSONARO, QUE O IMPEDE DE SER OUVIDO NA CÂMARA

Imagem
Segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues foi preso por levar no voo 39 kg de cocaína 29 de setembro de 2019 O sargento da Força Aérea Brasileira (FAB) Manoel Silva Rodrigues, que se encontra atualmente preso na Espanha, acusado de transportar 39 quilos de cocaína em avião da comitiva do presidente da República, Jair Bolsonaro, está lutando na Justiça pelo direito de contar a sua versão dos fatos à Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, presidida por Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) Mas, de acordo com o militar detido na Europa, o deputado ignorou todos os seus pedidos para se manifestar. É o que se observa em publicação constante na edição do último dia 9 do Diário Oficial da Justiça do Distrito Federal, que segue abaixo. Reprodução do Diário Oficial da Justiça do Distrito Federal do dia 9 de setembro deste ano, em que consta o pedido do sargento preso na Espanha para ser ouvido na Câmara dos Deputados (Fonte: TJDFT)   Assim, confo

EM PEDAÇOS!!!! BRETAS SOFRE GRANDE DERROTA NO RIO

Imagem

Moro e Dallagnol querem Lula livre

Imagem

#VazaJato: Dallagnol usou provas ilegais do exterior

Imagem

JANOT, UM HOMICIDA EM POTENCIAL, É O RETRATO DEFINITIVO DO QUE SE TRANSFORMOU O MPF

Imagem
27 de setembro de 2019 É bem verdade que tudo que surgiu no Brasil pós-2016 transitou numa seara de absurdos de magnitude tal que fica difícil escalonar o que de pior aconteceu no país     Mas o fato do chefe do Ministério Público confessar que ingressou nas dependências do STF com uma pistola carregada com a intenção de assassinar um dos ministros da mais alta Corte da República, é daquelas coisas que estarrecem de inúmeras formas. Fora tudo o que está implicado naquilo que muito bem poderia ser descrito como uma verdadeira tragédia nas mais altas esferas da justiça brasileira, um ponto em particular precisa ser devidamente apontado. Muito mais do que aquilo que juridicamente seria categorizado como crime passional, independentemente de o fato narrado não ter tido o seu desfecho consumado, o que resta evidente é a natureza descompensada, criminosa e cruel que tomou conta de uma das mais importantes instituições de nossa já cambaleante democracia. Rodrigo Janot, que s

LUTAR PELO QUE JULGAMOS SER JUSTO JÁ NOS DIGNIFICA E NOS ENOBRECE

Imagem
25 de setembro de 2019 Começamos com uma espécie de “palavra de ordem”:  abaixo o conformismo ” !!! A luta pelo Estado Democrático de Direito deve ser travada a todo tempo e em todos os lugares, tendo em vista a lastimável situação em que nos encontramos atualmente Lutar pelo que julgamos ser justo já nos proporciona uma grande felicidade. Não podemos nos abater pelo pessimismo. Não podemos “jogar a toalha” … Este comportamento conformista só serve aos nossos adversários. A “luta” tem de ser permanente. Não podemos nos entregar … A “luta”, por si só, nos dá razão para viver. Lutar pelo que julgamos ser justo já nos dignifica e nos enobrece perante as futuras gerações. Pensemos em quantos companheiros idealistas morreram e foram torturados lutando por uma sociedade mais justa. Certo ou errado deram as suas vidas pelos outros, por uma nova ordem econômica, uma nova cultura. Quando menos se espera, o povo desperta e passa a ser agente de sua própria história. En

VAZA JATO REVELA LOBBY DE DALLAGNOL COM EVANGÉLICOS E MAÇONS PARA SER SENADOR

Imagem
o de Janeiro - Procurador do Ministério Público Federal e coordenador da força tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, fala no Congresso da Associação Brasileira de Private Equity & Venture Capital (Fernando Frazão/Agência Brasil) (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil) 23 de setembro de 2019 Além de fazer da prisão do ex-presidente Lula um meio de enriquecimento, com suas palestras, o procurador Deltan Dallagnol também a transformou em escada para suas pretensões políticas. É o que revela o novo capítulo da Vaza Jato, que indica também sua busca de apoio junto a evangélicos e maçons para ser senador em  2022 Pós ter recusado a ideia de se candidatar ao Senado em 2018, sugerida por outros procuradores, e decidido a continuar no Ministério Público Federal (MPF), o procurador-chefe da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, não deixou a política de lado. Pelo contrário: colocou em prática um plano para “aumentar sua influência” usando