20 dezembro 2019

JÁ CIRCULA O POWERPOINT DO MEGAESQUEMA DE CORRUPÇÃO DO CLÃ BOLSONARO


20 de dezembro de 2019




A versão dos balões ao redor do balão central, que foi adotada pelo procurador Deltan Dallagnol para atacar o ex-presidente Lula, ganhou uma versão para ilustrar as relações do clã Bolsonaro a partir das revelações das investigações feitas pelo MP contra o filho mais velho de Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro




247 - O atual escândalo em torno do senador Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, fez viralizar o famigerado Powerpoint da Lava Jato, só que desta vez a versão clã Bolsonaro. A arte que circula na internet foi produzida pelo designer Tony de Marco.


A versão dos balões ao redor do balão central, que destaca o papel determinante de chefe de quadrilha, é ilustrado pelo filho de Bolsonaro e o esquema de rachadinha montado em seu gabinete quando era deputado estadual pelo Rio de Janeiro, além da relação com as milícias.

"Flávio Bolsonaro é chefe de organização criminosa que desviava dinheiro, aponta MP. Vivemos pra ver Moro compondo um governo de milicianos, envolvido até o pescoço com o crime organizado", ironizou a deputada federal Erika Kokay (PT-DF). Até agora, o ex-juiz Sergio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública, se mantém em silêncio sobre o caso.


Flávio Bolsonaro já era destaque das manchetes de jornais e sites desde ano o passado com o chamado Bolsogate, resultado das revelações das movimentações financeiras do motorista e ex-assessor Fabricio Queiroz, que movimentou, de maneira suspeita, R$ 7 milhões em 3 anos, sem ter renda nem patrimônio compatíveis com as transações, segundo o Coaf.


As investigações do Ministério Público do Rio também revelaram que dois milicianos acusados de comandar o Escritório do Crime - nome do maior grupo de extermínio em atividade na favela Rio das Pedras - o ex-capitão do Bope Adriano Nobrega e o major Ronald Pereira foram homenageados na Alerj por Flávio Bolsonaro.





 Fonte: Brasil 247  pelo designer Tony de Marco  








.
.



Nenhum comentário: