03 dezembro 2019

POLÍCIA INVADE ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO PARANÁ E AGRIDE SERVIDORES

Repressão policial contra servidores na Assembleia Legislativa do Paraná
Repressão policial contra servidores na Assembleia Legislativa do Paraná (Foto: Reprodução/Twitter)
3 de dezembro de 2019



Após ocuparem o prédio da Assembleia Legislativa do Paraná em protesto contra os projetos que tratam da Previdência estadual, os mais de 5 mil servidores foram reprimidos pela polícia militar, que esvaziou a Alep com hostilidades e ameaças. Sessão foi adiada




247 - Mais de 100 policiais militares invadiram a Assembleia Legislativa do Paraná, onde cerca de cinco mil servidores do Estado protestavam contra projeto de reforma da Previdência que seria votado nesta terça-feira 3. 


De acordo com reportagem do Brasil de Fato Paraná no local, os policiais esvaziaram o comitê da imprensa no interior da Alep e entraram no local, com agressão, hostilidades e ameaças. A sessão foi suspensa e deve ser retomada nesta quarta-feira 4. O movimento começou após a presidência da Casa limitar a 250 pessoas para acompanhar a sessão.


O funcionalismo público é contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 16/2019 e os projetos de lei 855 e 856 que aumentam alíquotas, não preveem reajuste das aposentadorias e benefícios, e limitam o valor da aposentadoria complementar. A matéria tramita em regime de urgência.

  
Ratinho, governador do Paraná, imita Richa e manda polícia reprimir professores, que protestavam contra reforma da Previdência. Neste momento milhares de servidores estão dentro da Assembleia Legislativa do Paraná
Ver imagem no TwitterVer imagem no TwitterVer imagem no Twitter


Assembleia Legislativa do Paraná OCUPADA! Hoje seria votada a Reforma da Previdência Estadual, desde cedo milhares de servidores públicos estão em marcha na capital contra a reforma!

Fonte: Brasil 247   por Brasil de Fato Paraná















Nenhum comentário: