21 janeiro 2020

LIMITADO E DE PENSAMENTO BINÁRIO, DIZ EL PAÍS SOBRE DELTAN DALLAGNOL

Foto: Agência Brasil

21 de janeiro de 2020


Jornal foi chamado de esquerdista e tratado como inimigo pelo procurador da Lava Jato, que numa ação sem ética e profissionalismo, privilegiou o site O Antagonista com informações solicitadas pelo El País


Jornal GGN – O jornal El País avalia que a relação de Deltan Dallagnol com a imprensa é própria de pessoas “limitadas e de pensamento binário”, e incompatível com a conduta ética que se espera de um procurador da República.

A manifestação ocorre depois que mensagens de Telegram divulgadas pelo The Intercept Brasil mostraram que Dallagnol entregou um furo de reportagem do El País ao site aliado O Antagonista, apenas porque considerou o diário espanhol “de esquerda” e ficou com medo das “intenções” por trás da matéria em andamento.

Segundo o El País, Dallagnol foi procurado dentro da praxe jornalística de dar espaço para o “outro lado” de uma história. No caso, a reportagem tratada de uma audiência com Rodrigo Tacla Duran na Espanha.

“Ao tentar apequenar o EL PAÍS, ele mesmo reduz seu tamanho. Intimidar-se por questões corriqueiras da imprensa, colocando um veículo como inimigo, é próprio de figuras limitadas, de pensamento binário”, disparou o jornal.

“A democracia pregada pelo procurador parece que só vale para quem embarca em suas teses sem questioná-las, apesar das vozes jurídicas que o criticam —e apesar deste mesmo jornal ter dado espaço ao procurador e a seu time”, acrescentou.

Na visão do El País, Dallagnol respira um “maniqueísmo barato, mesclado com uma vaidade tosca que em nada colabora para uma investigação sadia.”

O jornal ainda lembrou que “nunca pregou o fim da Lava 
Jato ou coisa do gênero” e sempre celebrou o que deveria ser elogiado. “Mas jamais deixaríamos de noticiar os atropelos da operação que juristas respeitados nos apontaram.”

“Dallagnol tem poder e se incomoda conosco, como já deixou claro em mais de uma ocasião. O poder requer pessoas de visão abrangente, além de humildade e responsabilidade.”



Fonte: Jornal ggn














Nenhum comentário: