Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2020

CENTRAIS E MOVIMENTOS VÃO ÀS RUAS POR DEMOCRACIA TRÊS DIAS APÓS ATO PRÓ-BOLSONARO

Imagem
CUT convoca ato em frente a Fiesp (Foto: Divulgação) 27 de fevereiro de 2020 Ato em defesa dos serviços públicos, empregos, direitos e democracia está marcado para 18 de março em todo o país, três dias após ocorrer o ato de bolsonaristas pelo fim das instituições democráticas Rede Brasil Atual -  As centrais sindicais decidiram ampliar a pauta do ato marcado para 18 de março, originalmente em defesa dos serviços públicos e da educação, incluindo empregos, direitos e democracia. Reunidos nesta quinta-feira (27) na sede do Dieese, em São Paulo, dirigentes de todas as centrais veem com preocupação atitudes do governo Bolsonaro, entre outras, que na avaliação das entidades “colocam em risco a estabilidade social”. A manifestação do dia 18, que já estava marcada, ocorrerá três dias depois de um ato pró-Bolsonaro convocado para apoiar o governo – e também pressionar o Congresso –, com apoio do próprio presidente e com mensagens de extrema-direita disparadas por redes sociai

BOLSONARO SABIA DA FALTA DE VERBA PARA BOLSA FAMÍLIA E GUEDES E ONYX NEGARAM REPASSES

Imagem
Foto: Divulgação 26 de fevereiro de 2020 Há exatamente um ano o Ministério da Cidadania vinha solicitando recursos para que não fosse formada a fila do programa, o que foi negado Jornal GGN –  Jair Bolsonaro sabia que faltariam verbas para o Bolsa Família. Somente no ano passado, pelo menos em cinco momentos, o Ministério da Cidadania pediu mais dinheiro para que não formasse a filha para o programa. Mas Paulo Guedes e Onyx Lorenzoni, então chefe da Casa Civil e hoje ministro da Cidadania, negaram. Sem essa liberação, o governo de Jair Bolsonaro “praticamente suspendeu a liberação de novos benefícios, desde junho do ano passado”. A informação foi obtida pelo deputado Ivan Valente (PSOL-SP) e divulgada pela Folha de S. Paulo. Foi a partir daí que a fila de espera para entrar no programa começou a se formar, atingindo hoje mais de 1 milhão de famílias. Ivan Valente conseguiu acesso a documentos internos que mostram que Bolsonaro já havia sid