Postagens

Mostrando postagens de Março, 2020

BOVESPA FECHA MARÇO COM QUEDA DE 30% E TEM PIOR TRIMESTRE DA HISTÓRIA

Imagem
(Foto: Reuters) 31 de março de 2020 Onda de circuit breakers marcou um dos piores começos de ano da história da Bovespa. Dólar sobe 16% em março O Ibovespa fechou em queda nesta terça-feira (31), consolidando uma baixa de 29,91% em março. No trimestre, o desempenho do principal índice acionário da B3 foi o pior de toda a história da Bolsa: uma retração de 36,86%, segundo dados da consultoria Economatica. Já o dólar subiu 15,92% em março. Se for levada em consideração a cotação do dólar Ptax venda, a desvalorização do real no primeiro trimestre de 2020 foi de 28,98%, a terceira maior desde o Plano Real, conforme a Economatica. Este período foi marcado por seis circuit breakers acionados desde que começaram as tensões por conta da pandemia de coronavírus. Se a visão do final do ano passado de analistas de mercado parecia ser positiva para 2020, o começo do ano já foi de turbulência, após ataque dos Estados Unidos no Iraque matar o general Qassem Soleiman

DO THE WASHINGTON POST A O GLOBO, IMPEACHMENT CONTRA BOLSANARO

Imagem
30 de março de 2020 Em um mesmo dia, dois jornais conservadores, um do brasil e outro dos EUA, estamparam artigos em defesa da saída do presidente Jair Bolsanaro Jornal GGN –  “Enquanto o novo coronavírus se espalha no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro demonstrou uma incapacidade alarmante de governar o país, minando a pandemia e os esforços para proteger e salvar vidas. E como resultado de seu comportamento irresponsável e divisivo, ele jogou o Brasil em uma profunda crise. Ele deve ser removido do cargo”. A frase introduz artigo publicado no  The Washington Post  que aponta para os riscos de Jair Bolsonaro, em seu discurso e medidas tomadas, na propagação do novo coronavírus no país. “É claro que Bolsonaro abandonou seu dever de proteger a população. Ele acha que o vírus mortal é um truque da mídia. (…) A disseminação do coronavírus pode colapsar o sistema público de saúde no Brasil. Felizmente, profissionais da saúde e governos locais e estaduais estão se mobili

BOLSONARO JÁ NÃO GOVERNA MAIS O BRASIL, DIZ LUIS NASSIF

Imagem
Luis Nassif e Jair Bolsonaro (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | ABR) 29 de março de 2020 "Os sinais de que Jair Bolsonaro não mais governa estão nítidos. É um fato que muda totalmente o jogo político", considera o jornalista Luis Nassif, enfatizando que Bolsonaro tem apenas dois instrumentos de exercício do poder: o acesso a rede nacional para pronunciamentos; e a rede de fake News do gabinete do ódio 247 -  O jornalista Luiz Nassif, do site GGN, avalia que Jair Bolsonaro dá claras demonstrações de que não está mais no comando do país. "Os sinais de que Jair Bolsonaro não mais governa estão nítidos. É um fato que muda totalmente o jogo político", considera o jornalista em sua coluna deste domingo (29). Entre os elementos que sustentam a tese, Nassif cita o poder militar. "No dia seguinte ao pronunciamento de Bolsonaro, conclamando o fim da quarentena, o comandante do Exército, general Edson Leal Pujol, falou para a tropa, recomen

HELENO QUEBROU QUARENTENA POR 'ENGANO' E PODE TER INFECTADO PRESIDENTE, VICE E MAIS DA METADE DO MINISTÉRIO

Imagem
General Augusto Heleno (Foto: Marcos Corrêa/PR) 28 de março de 2020 O nível de desorganização do governo é tal que o próprio ministro do GSI, General Heleno, violou a quarentena que lhe foi imposta por 'equívoco'. Heleno participou de reunião de três horas com presidente e vice-presidente, expondo o governo a um risco de apagão completo 247  - Infectado com o novo coronavírus, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, confessou que quebrou a quarentena antes da hora por um "engano". Heleno participou de uma reunião no Palácio do Planalto com o presidente Jair Bolsonaro, o vice, Hamilton Mourão, e com mais metade dos ministros. A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo  destaca que "o ministro é um dos integrantes da comitiva brasileira que esteve em Miami entre 7 e 10 de março. Ao todo, 23 integrantes desta comitiva presidencial e outros brasileiros que se encontraram durante a viagem se infectaram com o no

SEM QUARENTENA, MORTES NO BRASIL PODEM ULTRAPASSAR 1 MILHÃO, AFIRMA PESQUISA BRITÂNICA

Imagem
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino | Reprodução) 27 de março de 2020 Dependendo das medidas tomadas por Jair Bolsonaro, o número de mortes por coronavírus pode ser entre 44 mil pessoas a 1,15 milhões de brasileiros 247 -  Uma equipe de cerca de 30 cientistas do Imperial College de Londres divulgou um estudo nesta quinta-feira, 26, afirmando que sem medidas de isolamento social, para reduzir a transmissão do coronavírus, pode haver até 1,15 milhões de mortes no Brasil. Eles calcularam o número de infectados, pacientes graves e mortos em cinco cenários. O primeiro, é sem nenhuma intervenção do governo. Neste caso, afirma, que até 188 milhões podem ser infectados, levando a cerca de 6,2 milhões hospitalizados e 1,5 milhões necessitarão de UTI.  Neste caso, o número de mortes é estimado em 1.152.283 de pessoas. Em outro cenário, com proibição de eventos, redução da circulação e restrição de encontros, o número de mortos cai quase que pela metade, atingindo

CUBA REFUTA 'CAMPANHA' DOS EUA CONTRA SEUS MÉDICOS EM PLENA PANDEMIA

Imagem
© Yamil LAGE  Médicos e enfermeiros da Brigada Médica Internacional Henry Reeve de Cuba posam com retrato do falecido líder cubano Fidel Castro ao se despedirem antes de viajar à Itália para ajudar na luta contra a Covid-19, em Havana, 21 de março de 2020 26 de março de 2020 Cuba refutou nesta quinta-feira (26), mediante nota diplomática de protesto, o que chamou de uma "campanha de descrédito e mentiras" dos Estados Unidos contra seus serviços médicos internacionais, em um momento em que vários países pediram ajuda ao país para combater a Covid-19 "A campanha de descrédito do governo dos Estados Unidos é imoral em qualquer circunstância, é particularmente ofensiva para Cuba e o mundo em um momento de pandemia que ameaça a todos nós", manifestou-se a chancelaria. "A campanha de descrédito do governo dos Estados Unidos é imoral em qualquer circunstância, é particularmente ofensiva para Cuba e o mundo em um momento de pandemia que ameaça

RODRIGO MAIA, QUEM DIRIA, DIZ QUE SÓ UM ESTADO FORTE PODE SALVAR O BRASIL DO CORONAVÍRUS

Imagem
(Foto: J. Batista/ Câmara dos Deputados) 26 de março de 2020 Um dos responsáveis pela adoção de políticas neoliberais, como o teto de gastos, após o golpe de estado de 2016 no Brasil, Rodrigo Maia agora assume um novo discurso 247 – " A sociedade precisa de previsibilidade, e isso só o Estado pode oferecer neste momento. Não se trata de superestimar os efeitos da pandemia. É preciso fazer o cidadão voltar a confiar no Estado", diz deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), um dos responsáveis pela política de teto de gastos, adotada no Brasil após o golpe de estado de 2016 contra a ex-presidente Dilma Rousseff, em artigo publicado nesta quinta-feira. Confira: Por Rodrigo Maia –  Urge ampliar os gastos extraordinários na área da saúde, pois é vital deter o avanço da contaminação pelo vírus Covid-19. Eventuais desperdícios dessas verbas disponibilizadas em caráter excepcional podem ser evitados lançando-se mão das ferramentas criadas a partir das sofistica