27 junho 2020

GLAUBER BRAGA SOBRE PL DO SANEAMENTO: UTILIZAM A CRISE PARA AMPLIAR A AGENDA ULTRALIBERAL

Glauber Braga e Tasso Jereissati
Glauber Braga e Tasso Jereissati (Foto: Divulgação)





O deputado federal Glauber Braga criticou na TV 247 o Projeto de Lei que permite a privatização da rede de saneamento, aprovado nesta semana pelos senadores. “Essa matéria é um escândalo”, afirmou o parlamentar. Assista



247 - O deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) conversou com a TV 247 sobre Projeto de Lei 4.162/2019, que estabelece um novo marco legal para o saneamento básico no Brasil. O parlamentar afirma que, na prática, o texto que aguarda a sanção de Jair Bolsonaro privatiza a água do País.

Em participação no programa Boa Noite 247, Glauber Braga disse que a banda ultraliberal do Senado, que aprovou a matéria na última quarta-feira (24), está se aproveitando da crise gerada pela pandemia para favorecer a iniciativa privada. “Essa matéria é um escândalo, não adianta dourar a pílula. O que eles estão fazendo é obrigar municípios e estados brasileiros a inserirem o capital privado no meio de uma pandemia com o argumento de que não existe recurso público para fazer os investimentos que são necessários. Isso é uma mentira porque inclusive na matéria que já foi aprovada na Câmara dos Deputados não há qualquer tipo de restrição para que as empresas privadas que entrem no setor de água e de saneamento, de esgoto, que elas venham a ter acesso a empréstimos com os bancos públicos brasileiros para que esses investimentos sejam realizados.

Então isso poderia ser feito com as estatais, que podem cumprir esse papel de ampliação dos investimentos”, explicou.

O parlamentar também criticou o relator do PL, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), que tem vínculos com a Coca-Cola e interesse na pauta de privatização da água, de acordo com Glauber Braga. “É se utilizar de uma crise para ampliar a aplicação da agenda ultraliberal, é isso que eles estão fazendo. Sem contar que o relator da matéria, o senador Tasso Jereissati, é representante da Coca-Cola no Brasil e também a gente não precisa nem reforçar os motivos de por que há uma enorme pressão do setor privado para ampliar sua influência no setor de água, não só no Brasil como no mundo como um todo”.



Fonte: Brasil 247    por Glauber Braga (PSOL – RJ)

















Nenhum comentário: