Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2020

CONTRATO MILIONÁRIO BENEFICIOU ADVOGADO DE ZUCOLOTTO E AMIGO DE MORO DURANTE A LAVA JATO, DIZ DEPUTADO

Imagem
Sergio Moro (Evaristo Sa/AFP) 30 de julho de 2020 A informação foi dada com exclusividade pelo DCM no dia 17 de junho . Publicado originalmente no site Brasil de Fato   O contrato milionário do advogado René Ariel Dotti para defender a Petrobras na operação Lava Jato , foi alvo de uma representação no Ministério Público do Tribunal de Contas da União (TCU)  por conflito de interesses devido a sua proximidade com o ex-juiz Sergio Moro .   Autor da representação, protocolada no último dia 15, o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) solicita a rescisão do contrato entre a estatal Petrobras e o advogado René Ariel Dotti, no valor de R$ 3 milhões. “Nós estamos vendo um conflito de interesses, uma eventual prevaricação e nós pedimos para o TCU investigar”, afirma Teixeira. Prevaricação é o ato de “retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa em lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal”, segundo o

DEPUTADA REJANE DIAS, DO PIAUÍ, TENTOU SER OUVIDA, MAS PF IGNOROU E PREFERIU OPERAÇÃO, MOSTRAM EMAILS

Imagem
(Foto: Agência Câmara | Divulgação/ Polícia Federal) 27 de julho de 2020 Série de emails trocados entre advogados da parlamentar e a delegada Milena Caland mostram que Rejane Dias (PT) tentou prestar esclarecimentos durante cinco meses, mas a PF preferiu operação espetacularizada no Piauí     247 - A deputada federal Rejane Dias (PT), alvo de operação da Polícia Federal na manhã desta segunda-feira, 27, tentou ser ouvida pela PF há mais de cinco meses mas não teve êxito. É o que mostra uma série de emails trocados entre advogados da parlamentar e a delegada da Polícia Federal Milena Caland.    A PF cumpriu mandados no gabinete de Rejane em Brasília e na casa dela em Teresina, numa ação contra supostos superfaturamentos em contratos da Secretaria de Educação, quando a parlamentar foi secretária estadual de educação do Piauí, durante três períodos entre os anos de 2015, 2016 e 2017.    Nas mensagens eletrônicas, os advogados mostram que a deputada se coloca à inteira di