Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2020

GOVERNO BOLSONARO REDUZ SALÁRIO MÍNIMO DE R$ 1.079 PARA R$ 1.067 PARA 2021

Imagem
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: Marcos Correa/PR | Reuters) 31 de agosto de 2020   A mudança no projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) foi enviada ao Congresso nesta segunda-feira (31) pelo Ministério da Economia e diminui a previsão do salário mínimo feita em abril pelo governo   O governo de Jair Bolsonaro reduziu sua proposta para o salário mínimo de 2021 para R$ 1.067, de R$ 1.079. A mudança no projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) foi enviada ao Congresso nesta segunda-feira, 31, pelo Ministério da Economia e diminui a previsão do salário mínimo feita em abril pelo governo. No documento enviado ao Congresso, a pasta comandada por Paulo Guedes também elevou o rombo primário previsto para o governo central em 2021 a R$ 233,6 bilhões, ante déficit de R$ 149,61 bilhões que havia sido estipulado em abril, no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO). Este será o oitavo ano consecutivo de déficit primário para o país. Agora, a perspectiva é de uma receita líq

GOVERNO BOLSONARO SUSPENDE OPERAÇÕES CONTRA DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA E QUEIMADAS NO PANTANAL

Imagem
  Jair Bolsonaro e Ricardo Salles no Ministério do Meio Ambiente | Marcos Corrêa/PR/09.07.2019 28 de agosto de 2020     Todas as operações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia e às queimadas no Pantanal serão suspensas a partir de segunda-feira (31), anunciou o Ministério do Meio Ambiente (MMA) nesta sexta-feira (28)   A interrupção é resultado de um bloqueio financeiro de aproximadamente R$ 60 milhões que seriam destinados ao Ibama (R$ 20,9 milhões) e ao Instituto Chico Mendes (ICMBio) (R$ 39,7 milhões), órgãos responsáveis pelo trabalho de preservação ambiental no país. Segundo o MMA, o corte orçamentário foi determinação da Casa Civil e da Secretaria de Governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Antes, a presidência já havia retirado outros R$ 120 milhões da área do meio ambiente do orçamento previsto para 2021. O ministério calcula que, especificamente no combate ao desmatamento, a decisão de Bolsonaro representa a desmobilização de 77 fiscais, 48 v