28 agosto 2020

GOVERNO BOLSONARO SUSPENDE OPERAÇÕES CONTRA DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA E QUEIMADAS NO PANTANAL

 

Jair Bolsonaro e Ricardo Salles no Ministério do Meio Ambiente | Marcos Corrêa/PR/09.07.2019

28 de agosto de 2020

 

 

Todas as operações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia e às queimadas no Pantanal serão suspensas a partir de segunda-feira (31), anunciou o Ministério do Meio Ambiente (MMA) nesta sexta-feira (28)

 

A interrupção é resultado de um bloqueio financeiro de aproximadamente R$ 60 milhões que seriam destinados ao Ibama (R$ 20,9 milhões) e ao Instituto Chico Mendes (ICMBio) (R$ 39,7 milhões), órgãos responsáveis pelo trabalho de preservação ambiental no país.

Segundo o MMA, o corte orçamentário foi determinação da Casa Civil e da Secretaria de Governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Antes, a presidência já havia retirado outros R$ 120 milhões da área do meio ambiente do orçamento previsto para 2021.

O ministério calcula que, especificamente no combate ao desmatamento, a decisão de Bolsonaro representa a desmobilização de 77 fiscais, 48 viaturas e 2 helicópteros do Ibama, além de 324 fiscais do ICMBio.

Já no trabalho contra as queimadas, perdem a função 1.346 brigadistas, 86 caminhonetes, 10 caminhões e 4 helicópteros do Ibama, além de 459 brigadistas e 10 aeronaves Air Tractor do ICMBio.

O Brasil de Fato pediu esclarecimentos sobre os motivos para os cortes à Casa Civil, mas, até a publicação desta reportagem, não teve retorno.

Leia a nota completa do MMA:

O Ministério do Meio Ambiente informa que em razão do bloqueio financeiro efetivado pela SOF – Secretaria de Orçamento Federal na data de hoje, da ordem de R$ 20.972.195,00 em verbas do IBAMA e R$ 39.787.964,00 em verbas do ICMBio, serão interrompidas a partir da zero hora de 2.feira (31/agosto) todas as operações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia Legal, bem como todas as operações de combate às queimadas no Pantanal e demais regiões do País.

Segundo informado ao MMA pelo Secretário Esteves Colnago do Ministério da Economia, o bloqueio atual de cerca de R$ 60 milhões de reais para IBAMA e ICMBIO foi decidido pela Secretaria de Governo/SEGOV e pela Casa Civil da Presidência da República e vem a se somar à redução de outros R$ 120 milhões já previstos como corte do orçamento na área de meio ambiente para o exercício de 2021.

As operações que serão afetadas já na 2.feira (31/08) compreendem, no âmbito do combate às queimadas no IBAMA, a desmobilização de 1.346 brigadistas, 86 caminhonetes, 10 caminhões e 4 helicópteros.

Nas atividades do IBAMA relativas ao combate ao desmatamento ilegal serão desmobilizados 77 fiscais, 48 viaturas e 2 helicópteros.

No âmbito do ICMBIO, nas operações de combate ao desmatamento ilegal serão desmobilizados 324 fiscais, além de 459 brigadistas e 10 aeronaves Air Tractor que atuam no combate às queimadas.

 

Fonte: Diário do Centro do Mundo (D. C.M.)   por Brasil de Fato

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Nenhum comentário: