TRF-2 CONDENA JUIZ MARCELO BRETAS POR ATUAÇÃO POLÍTICA AO LADO DE BOLSONARO


Juiz Marcelo Bretas (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

17 de setembro de 2020


Por 12 votos a 1, o juiz da Lava Jato no Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, foi punido nesta quinta-feira, 17, com pena de censura e vai ficar um ano sem poder ser promovido, por comprometer sua imparcialidade em ato político junto com Jair Bolsonaro

 

Ao participar de eventos ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, demonstrou uma desnecessária proximidade com políticos, comprometendo sua imparcialidade com magistrado.

"Depois de ser condenado pelo TRF 2, por comprometer sua imparcialidade em ato político com Bolsonaro, qual a autoridade moral de Marcelo Bretas para mandar prender alguém, como gosta de fazer? Com que autoridade moral vai julgar casos que envolvem a moralidade pública?", indagou Damous no Twitter.

Por 12 votos a 1, Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, foi condenado à pena de censura pelo Órgão Especial do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RJ e ES) por participar de eventos ao lado de Jair Bolsonaro (sem partido) e do prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

O entendimento do órgão foi que o juiz demonstrou uma desnecessária proximidade com políticos, comprometendo sua imparcialidade com magistrado ao comparecer aos eventos e praticou os atos de superexposição e autopromoção.

 

Fonte: Brasil 247  por Sérgio Rodas, do Conjur


















Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR QUE AÉCIO, TEMER E QUEIROZ LIVRES NÃO TE INCOMODAM?

CELSO DE MELLO APLICA UM XEQUE-MATE EM ARAS

CRIMINALISTAS DIZEM QUE BOLSONARISTAS ESTÃO ERRADOS E QUE STF PODE ABRIR INVESTIGAÇÃO 'DE OFÍCIO'