08 outubro 2020

BOLSONARO DO CENTRÃO ADERE A RENAN

Bolsonaro disse que sabe que “governo sem corrupção não é virtude, é obrigação”, em discurso que fez no Palácio do Planalto no lançamento do Programa Voo Simples, Foto: Marcos Correa/PR

8 de outubro de 2020



Ao confessar que acabou com Lava Jato porque não há corrupção em seu governo, presidente mente duas vezes, pois o furto do erário e a operação que o combate sobrevivem a sua ação traiçoeira

 

“Acabei com a Lava Jato porque não tem corrupção no meu governo”, confessou o presidente Jair Bolsobari em óbvio sincericídio. A declaração respondeu a críticas de lavajatistas por ele se ter aproximado de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) inimigos públicos da operação tocada pelo ex-juiz Sérgio Moro. Confirmou o que Renan Calheiros disse a William Waack na CNN: “Ele já encadeou várias medidas, desde o Coaf, a questão da Receita, a nomeação do Aras, a ‘demissão’ do Moro, agora a nomeação do Kassio. É o grande legado que ele pode deixar para o Brasil: o desmonte desse sistema”. “O senhor está constatando que Jair Bolsonaro é hoje o principal adversário da Lava Jato?” A resposta foi: “Ele é um adversário – não sei por quê, mas não importa – desse estado policialesco. Espero que continue dessa forma”.


Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário na quinta-feira 8 de outubro de 2020

1 – Haisem – Bolsonaro: “Acabei com a Lava Jato porque não tem corrupção no meu governo”. Este é o título de chamada no alto da capa do Portal do Estadão agora. O que você tem a dizer desta declaração feita ontem pelo presidente da República

2 – Carolina – Universidade espanhola nega existência de curso de pós-gradução que Kássio diz ter feito – Este é outro título da capa do Portal do Estadão desde ontem. Como você reage a esta atitude que a ala que apoia o futuro colega no Supremo Tribunal Federal e ainda assim mantém esse apoio

3 – Haisem – Qual é, em sua opinião, a relevância do depoimento que o deputado Alexandre Frota em depoimento que deu à Policia Federal na semana passada acusando Eduardo e Carlos Bolsonaro diretamente de disseminar fake news

4 – Carolina – Por que, a seu ver, a Polícia Federal pediu à CPMI das fake news no Congresso acesso aos dados que ligam o deputado federal Eduardo Bolsonaro a postagens caluniosas nas redes sociais

5 – Haisem – Bolsonaro aposta na “República da Tubaína para garantir reeleição – Este é o título de uma notícia publicada no Portal do Estadão. O que significa essa expressão e por que o presidente da República tomou a atitude, que na prática significa o abandono ele de seus mais fanáticos seguidores

6 – Carolina – Que razões de Estado pode ter a determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Tóffoli de mandar soltar cinco investigados na Operação SOS que investiga desvios em contratos de saúde do Estado do Pará na administração do governador Hélder Barbalho

 

Fonte: O Estadão  por  José Nêumanne Pinto

 

















Nenhum comentário: