Postagens

GILMAR PRORROGA INQUÉRITO SOBRE AÉCIO E CRITICA DEMORA

Imagem
O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes autorizou a prorrogação do prazo para concluir as investigações contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) no caso em que ele é investigado sobre possível fraude no Banco Rural para ocultar o 'mensalão mineiro'; no despacho, Gilmar critica, pela demora, a Procuradoria Geral da República e a Polícia Federal, que pediram a prorrogação; "Registro que houve atraso no desenvolvimento das investigações", disse o ministro 23 DE NOVEMBRO DE 2016   247 -   O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes autorizou a prorrogação do prazo para concluir as investigações contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) no caso em que ele é investigado sobre possível fraude no Banco Rural para ocultar o 'mensalão mineiro'. No despacho, Gilmar critica, pela demora, a Procuradoria Geral da República e a Polícia Federal, que pediram a prorrogação do inquérito. "Registro que houve atraso no desenvolvimento d

NOVE VEZES DELATADO, AÉCIO PEDE ANISTIA A CAIXA 2 E PRISÃO DE LULA

Imagem
Minas 247 – Mesmo sendo um dos políticos mais citados por delatores da Lava Jato (saiba mais aqui ), o senador Aécio Neves (PSDB-MG) se sentiu à vontade para falar sobre a operação, numa entrevista ao jornalista Pedro Venceslau (leia aqui ), em que defendeu a anistia ao caixa dois pretérito, se disse inocente das acusações que sofre e sugeriu, nas entrelinhas, a prisão do ex-presidente Lula. "Em relação especificamente ao caixa 2, eu defendo a criminalização. O equívoco lá atrás foi tentarem aprovar algo sem uma discussão mais ampla. Os casos passados vão acabar sendo diluídos pelos tribunais", disse ele. Como criminalizar para frente significa anistiar o passado, Aécio foi questionado pelo jornalista e saiu pela tangente. "Isso não chegou ainda na Câmara. Só quando conhecermos o texto é que veremos se houve excessos." Sobre o fato de ter sido delatado pelo ex-senador Delcídio Amaral, Aécio questionou o teor das acusações. "As citações feitas pelo

ADMITIU: DURANTE ENCONTRO DO MBL, GILMAR MENDES ASSUME QUE IMPEACHMENT FOI GOLPE, “SOLUÇÃO PARA CRISE”

Imagem
O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes disse neste sábado (19) que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi uma “uma solução institucional absolutamente normal para o quadro de crise grave que nos acometeu”. A fala foi dita durante o 2º Congresso do MBL (Movimento Brasil Livre) O ministro também defendeu a atuação do TCU (Tribunal de Contas da União) no caso -a corte reprovou as contas de 2014 de Dilma, reforçando a tese de que a então presidente deveria ser retirada do cargo por descumprir a lei de responsabilidade. “O Tribunal de Contas soube apreender bem isso. O nome bem humorado – pedaladas fiscais – parece traduzir um pecado venial”, disse Gilmar. “Mas não é disso que se cuida, obviamente, quando se passa a usar recursos de bancos controlados pelo Estado sem um empréstimo formal, que é proibido, para satisfazer as despesas excessivas que já não podiam ser cobertas pelas receitas regulares”, acrescentou. O ministro disse ainda que o im

FOLHA COBRA, EM EDITORIAL, PUNIÇÃO A AÉCIO E SERRA NA LAVA JATO

Imagem
Editorial "Longe de terminar", da Folha de S. Paulo, defende que após o purgatório do PT e do PMDB, que viu nesta semana a prisão de Sergio Cabral, chegue a hora do PSDB, até agora blindado pelo Judiciário; "Ampla zona permanece em aberto, quando se tomam em conta as referências, em delações premiadas, a figuras-chave do PSDB, como Aécio Neves e José Serra", diz o texto 19 de Novembro de 2016 247 – No editorial Longe de Terminar , publicado neste sábado, a Folha de S. Paulo defende que a Lava Jato chegue ao PSDB. "Sendo plausível presumir que nenhuma obra pública de vulto se constrói sem corrupção, no Brasil, parece sensato dizer que, em tese, a longa sequência de operações e prisões originada com a o Operação Lava Jato não tem data para terminar", diz o texto. "A ponta do novelo foram as operações do doleiro Alberto Youssef, que nesta mesma semana fez o caminho inverso aos de Cabral e Garotinho: depois de dois anos e oito mese

PREFEITO LEONARDO COUTINHO DESVIOU OS RECURSOS DA CONTRIBUIÇÃO PATRONAL DO FUNDEB DE CAXIAS

Imagem
Como foi noticiado aqui no último dia 08, que o Conselho do FUNDEB havia adiado a votação da prestação de contas dos meses julho e agosto/2016, ficando marcada a próxima reunião para votação destas contas em 17/11/2016 de imediato após a leitura da Ata anterior, se o governo mostrasse os comprovantes de depósito no Caxias-Prev as contas seriam aprovadas, se não mostrasse, as contas seriam reprovadas. No Ofício 19/2016 do CONFUNDEB encaminhado à Secretária de Educação solicitava os comprovantes de depósito do repasse do Patronal para o Caxias-Prev, referentes aos recursos do FUNDEB, dos meses julho, agosto, setembro e outubro de 2016. Como foi noticiado também que este Conselho é “CHAPA BRANCA” , isto é, um Conselho que aprova as contas do gestor sem questionar, o presidente do Conselho Sr. Edmundo Alves da Costa já conhecedor da resposta da Secretária de Educação não colocou as contas para serem votadas porque temia ser reprovadas conforme ficou deliberado pelo Conselh

FEIRÃO DA PETROBRAS CONTINUA E PARENTE VENDE DISTRIBUIDORA DE GÁS

Imagem
Dando sequência ao mercado de vendas de ativos da Petrobras, o presidente da estatal, Pedro Parente, concluiu o acordo de venda da Liquigás, distribuidora de gás liquefeito de petróleo (GLP), para o grupo Ultra, que é dono da concorrente Ultragaz, após meses de negociações; a operação deve ficar entre R$ 2,5 bilhões e R$ 3 bilhões; a negociação já foi alvo de críticas da Federação Única dos Petroleiros (FUP) esse ano, quando a categoria afirmou que a privatização irá estrangular a Petrobras e que a venda da Liquigás e da BR Distribuidora impediria a estatal de colocar nas ruas o que produz nas refinarias 17 de Novembro de 2016  247 – O presidente da Petrobras, Pedro Parente, dá sequência ao feirão da estatal ao vender a Liquigás, distribuidora de gás liquefeito de petróleo (GLP), para o grupo Ultra, que é dono da concorrente Ultragaz, após meses de negociações. A informação foi divulgada nesta quinta-feira 17 pelo jornal Valor Econômico. A operação deve ficar entre

MINISTRO TOFFOLI AUTORIZA 12º INQUÉRITO PARA INVESTIGAR RENAN CALHEIROS

Imagem
Apuração gira em torno de movimentação de R$ 5,7 milhões de Renan POR DIÁRIO DO PODER  18 de novembro de 2016 O CASO TRAMITA EM SEGREDO DE JUSTIÇA NO STF (FOTO: JEFFERSON RUDY/AG. SENADO) O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli autorizou nesta sexta-feira, 18, a abertura do 12º inquérito para investigar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). A Procuradoria-Geral da República (PGR) quer mais informações sobre uma movimentação financeira de R$ 5,7 milhões de Renan, considerada incompatível com a renda do parlamentar. O pedido foi feito em fevereiro, mas houve demora na definição de quem seria o ministro relator responsável pelo caso. A movimentação financeira suspeita foi identificada durante uma outra investigação, pela qual Renan já foi denunciado ao STF por uso de documento falso e peculato. O presidente do Senado foi alvo de investigação por recebimento de propina da construtora Mendes Júnior, em 2007, para pagamento de pe